15 de mai de 2013

Cocada de fita e quebra-queixo

Cocada de fita e quebra-queixo
           
                Houve um tempo em que eu não gostava de cocadas, sinceramente "sabe-se lá o porquê"...
                Ai, meus irmãos resolveram ganhar seu proprio dinheirinho e fizeram cocada para vender (ou alguém fez as cocadas, não lembro bem), mas a timidez dos seus, sei lá, 10 ou 12 anos, impediu que eles saissem vendendo.
                A cocada estava tão gostosa que exagerei ...
                Resultado?
                Mais algumas décadas sem comer quase nenhum tipo de cocada.
                Só comia cocada preta cremosa. O açúcar caramelado deixava o doce menos enjoativo.
                Hoje já como cocadas eventualmente, e com muuuuuuuuuiiiiita moderação, e continuo preferindo as cocadas pretas e os quebra-queixos.





Cocada de fita
             

                Cocada de fita:

                - 1 coco inteiro;
                - 500 g de açúcar refinado;
                - 600 ml de água.

                Para fazer as cocadas de fita prefiro retirar a casquinha marron.
                Conheço algumas pessoas que gostam muito de comer estas casquinhas, que a maioria joga fora, acompanhando um cafezinho.
                Eu estou guardando as casquinhas pretas para experimentar uma defumação caseira que vi em um programa de tv. Elas estão desidratando.
                Mas nos doces prefiro sem esta casquinha.
                Faça as tiras em pedaços compridos.

Cocada de fita

                Use o cortador, o descascador de legumes ou uma faca boa para fatiar.
                Separe em três porções. Reserve.
                Misture a água com o açúcar numa panela e leve ao fogo médio.
                Quando levantar fervura e começar a encorpar, ± 15', adicione uma das porções de fitas de coco e deixe de 10 a 15 minutos.
                Retire do fogo e monte as cocadas com as fitas ainda mornas, depositando-as em papél manteiga ou em uma bancada de mármore untada com margarina e fazendo montinhos.

Cocada de fita

                Deixe amornar, quase esfriar, e solte da bancada.
                Mas se preferir, coloque todas as fitas de uma só vez e espere a calda reduzir a menos da metade ou quase secar.
                Monte as cocadas do mesmo modo.
                Mesmo quando vou fazer doces só para os de casa gsto de embrulhar cada um em filme lástico.
                Assim as cocadas não pegam odores se forem guardadas na geladeira e o açúcar não sofre  com a umidade do ar.

Cocada de fita

                O ponto certo da calda e a hora certa de retirar as fitas do fogo, formando as cocadas, vai ser definido pelo gosto pessoal e familiar.
                Quando separamos as fitas em 3 porções e retiramos cada porção de uma só vez da panela, as cocadas ficam mais cremosas e é possível reaproveitar a calda.
                Quando colocamos todas as fitas e deixamos a calda secar, à medida que vamos retirando as fitas da panela e montando as cocadas, a calda começa a açucarar e as 2 últimas cocadas estarão totalmente açucaradas.
                 Então fica a criterio de quem vai fazer, fazer cocadas mais cremosas ou mais açucaradas.
                 Só não deixe a calda açucarar demais porque as fitas não ficarão unidas.





Quebra-queixo

                 Quebra-queixo 1:

                 - 2 kg de fitas de coco e os pedacinhos irregulares que se formam no processo de fatiar;
                 - 1 kg de açúcar refinado ou mascavo;
                 - 1 xícara (das de chá) de água.

Quebra-queixo
               
                Eu prefiro usar o açúcar mascavo, mas ele exige mais atenção para caramelar.
                O açúcar mascavo, enquanto está caramelando, forma um bloco de massa que parece que vai desandar, que não vai caramelar virando uma calda.
                E a parte que já caramelou começa a queimar.
                Então, se for usar o açúcar mascavo, faça o caramelo em fogo baixo e mexe ndo sempre para não queimar o que já virou calda.
                 Açúcar queimado, seja o refinado ou o mascavo, é tóxico, portanto, absolutamente nocivo à saude.
                Seja qual for a sua escolha, refinado ou mascavo, o processo é o mesmo.
                Coloque o açúcar na panela e leve ao fogo, mexendo sempre, até que todo o açúcar caramelise.
                 Quando TODO açúcar estiver líquido, acrescente o coco e mexa até que esteja todo envolvido pela calda.
                 O coco vai soltar líquido, que vai ajudar a dissolver os grumos que se formaram na calda.
                 NÃO coloque ainda a água pedida na receita.
                 Deixe todo o líquido solto pelo coco secar e a calda ferver, antes de acrescentar a xícara de água.
                 Líquido da panela seco, fundo aparecendo, acrescente a água e deixe cozinhar, mexendo regularmente, para envolver todas as fitas na calda.
                 Deixe no fogo até que a água seque e forme uma calda grossa.
                 Passe para uma assadeira ou pirex untado com margarina e deixe esfriar.
                 Corte em porções e embrulhe em filme plástico ou sirva a seguir.



                 Quebra-queixo 2:

                 - 1250 g de açúcar cristal;
                 - 2 colheres (das de sopa) de açúcar mascavo;
                 - 250 ml de água;
                 - 2 xícaras (das de chá) de açúcar cristal;
                 - 1 kg de coco ralado grosseiramente;
                 - 1/2 colher (das de sopa) de ácido cítrico ou suco de1 limão.

                 Coloque a primeira medida de açúcar cristal e o açúcar mascavo no fogo e deixe caramelar.
                 Acrescente a água e deixe apurar até chegar em ponto de bala dura.
                 Junte a segunda medida de açúcar cristal, o coco e o ácido dítrico ou suco de limão.
                 Mexa até dar ponto de bala puxa-puxa.
                 Para saber o ponto pegue uma porção da calda ou do doce e coloque em um pires untado com margarina.
                 Puxe com uma colher; se se formarem fios está no ponto.
                 Unte uma forma generosamente e coloque a massa do quebra-queixo.
                 Espere 24 h antes de cortar e servir, para apurar.

Para ver outras receitas de doces de cantina acesse o Índice 3.






Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


2 comentários:

  1. :h muito boa a receita e as dicas também. Valeu por compartilhar essa maravilha com gosto de infância. Grande abraço!!!!

    Manna/Bagé - RS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Manna.
      Realmente quebra-queixo e cocada de fitas têm sabor de infância e infância muito feliz.
      Sempre muito bom te ver por aqui.
      Beijos.

      Excluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).