12/09/2018

Pastelzinho de fígado de galinha



Pastelzinho de fígado de galinha 1

                Já falei algumas vezes dos pasteizinhos de fígado citados em um romance que minha mãe gostava muito.
                O romance era o "Como era verde o meu vale", do escritor britânico Richard Llewellyn, originalmente publicado em 1939, e conta a história da família Morgan em um pequeno vale de mineradores de carvão, suas dificuldades e a exploração nas minas de carvão. O narrador narra suas lembranças da infância e em determinado momento ele cita os pasteizinhos de fígado que sua mãe fazia.
               Não sei de que animal era o fígado e nem mesmo a receita original, se era com o figado picadinho ou com patê de fígado, mas receita de mãe é receita de mãe. E receita de infância tem sabor de saudade.
               Como meus filhos e eu gostamos muito de fígado de galinha cozido ou como recheio, resolvi pegar uma das minhas receitas de massa preferida e improvisar os meus pasteizinhos.
               A massa pode ser congelada por até 3 meses e fígado de galinha também e ambos tem um cozimento muito rápido.
               O fígado pode ser levado ao fogo até mesmo congelado.
               E a massa descongela enquanto o fígado fica pronto e esfria.
               Nunca coloque recheio quente sobre massa crua porque ela fica encruada, embatumada.


05/09/2018

Pão Monte Verde



Pão Monte Verde 1

                Este pão eu aprendi a fazer na cidade de Monte Verde, MG, mas eu fiz duas pequenas adaptações apenas para aproveitar 2 ingredientes da minha geladeira: 2 potes de claras e 1 l de coalhada seca.
                A receita original eu publiquei aqui, também em duas versões.
                E das três formas o pão agrada sempre.


29/08/2018

Panqueca de chocolate


Panqueca de chocolate 1

                De vez em quando faço panquecas e sempre congelo alguns discos, sem recheio.
                Nada mais prático do que ter discos embrulhados individualmente e que descongelam rapidamente.
                Naqueles dias em que você está com uma vontade de comer uma sobremesa diferente e rápida, que tal esta sugestão?
                Aqui eu usei nozes, mas pode ser uma fruta seca ou mesmo uma fruta fresca.
                E a quantidade nem precisa ser tão grande assim.
                E se for porção para uma ou duas pessoas, uma pequena barrinha de chocolate já dá conta do recado.
                 Pode até ser aquele bombom que ficou esquecido na caixa ou bomboniere.


22/08/2018

Maionese de leite



Maionese de leite 1

                Esta receita eu já havia publicado aqui, mas não havia fotografado o passo a passo ainda.
                Estes dias resolvi fazer novamente e aproveitei para fazer as fotos.
                Para quem não gosta de maionese com ovo cru e não acerta a com ovo cozido (é mais difícil mesmo acertar o ponto) esta receita é a ideal.
                Eu faço 4 receitas diferentes de maionese, cada uma para uma finalidade.
                Esta aqui eu gosto de usar como molho para assados e para fazer os deliciosos pães de alho que acompanham um bom churrasco.
                Ela fica bem cremosa, leve, encorpada e deliciosa.


15/08/2018

Salaminho de chocolate


Salaminho de chocolate 1

                Essa é para os apaixonados por chocolate e para as formiguinhas de plantão.
                Como os paladares divergem um pouquinho, juntei 3 receitas que, naturalmente, são bem parecidas na raiz, mas que ficam diferentes por conta dos de um ou outro ingrediente.
                Muda levemente a textura e muda o sabor.


08/08/2018

Licor de anis estrelado



Licor de anis estrelado 1

                Ganhei, da minha irmã Leticia, um belo pacote de anis estrelado.
                Como a maioria das pessoas, do anis eu só conhecia o famoso e até cantado em versos, drops de anis. E confesso que nunca fui muito fã de drops de anis, mas a música "Flagra" já é outra história.
                Voltando ao anis, de vez em quando é bom experimentar temperos novos, apesar de que a minha família é mais conservadora no que toca aos temperos do dia a dia.
                Enfim, depois de usar o anis em uma compota de figos verdes, em um doce indiano e em mais algumas receitas e aproveitando que estava preparando essências para licores, é claro que não resisti à tentação de fazer um licor de anis.
                A propósito, o anis é uma especiaria de origem chinesa e tem propriedades antissépticas, antiinflamatórias, calmantes, digestivas e diuréticas.
                E como qualquer especiaria, use com moderação. Muitas vezes menos é mais.


01/08/2018

Sequilho de maisena e leite condensado 1




Receitas de todos nós

                Estou tentando reproduzir um biscoitinho que para ser muito sincera nunca fui fã.
                Que absurdo, né? Fazer uma coisa que nunca gostou!
                É que ao longo dos anos nosso paladar vai mudando e ai a gente se pergunta: será que aprendi a gostar de...?
                Bom, já gosto deste tipo de biscoito.
                Na verdade o que não me agradava era a textura da maisena desmanchando na boca, e não necessariamente do sabor.
                Enfim, aproveitando a quantidade de maisena que comprei para uma receita que não acabei fazendo, fiz os biscoitos.
                Ainda não cheguei às bolinhas que me causavam tanta aflição, mas os sequilhos ficaram uma delícia!!!!!!!