6 de jan de 2011

Bolo mousse de chocolate





              Minha avó Anaíde costumava fazer muitos bolos. Os bolos dela eram deliciosos. E, na maioria das vezes, era ela quem fazia os bolos de aniversario dos netos.
              E ela temperava muito bem os seus bolos, como boa nordestina.
              Ela usava raspas de casca de limão, essência de baunilha e jamais esquecia do sal.
              Bolo sem sal é "qualquer nota". E por mais que eu goste de bolo, se a massa não levar sal, não vai descer muito bem...
              Além disso, a vovó costumava rechear com doce de leite com ameixa, regar com guaraná e cobrir com glacê real.
              Sem contar que metade do bolo era de chocolate e o outro era, digamos, de baunilha.

              Você está achando que são muitos sabores?
              É porque eu ainda não falei que ela sempre queimava os bolos.
              Na verdade, o fogão dela era muito velho e estava desregulado.
              Então sempre queimava de um lado.
              A vovó cortava as partes queimadas e deixava em um prato para quem quisesse comer.
              Confesso que eu amava comer aquelas tiras de bolo.
              O amargo do queimado, o salgadinho da pitada de sal, o adocicado da baunilha e o azedo do limão faziam uma "festa" nossa boca.
              E a vovó ainda tinha por hábito, antes de colocar a massa crua na assadeira, dar uma colher de sopa de massa crua para cada neto, bem como uma colher de glacê real.
              Mas, o bolo da vovó tinha um defeitinho: depois de colocar a massa na assadeira, ao invés de espalhar a massa com uma colher, ela batia a assadeira contra a mesa, o que fazia com que todo o ar incorporado à massa junto com as claras em neve saísse e o bolo ficasse muito pesado, depois de assado.
              E as camadas de recheio eram muito finas. Mesmo assim era muuuuuuuuuuuuiiiiiito bom!!!!!!!!!!!


              Mas, um dia, nós fomos convidados (meus irmãos, primos e eu) para uma festinha de aniversario na casa de uma amiguinha da rua.

             Gentem!!!!!! O bolo de aniversario da nossa amiga era meio desengonçado, mas o que que era aquilo??????????
             Ele simplesmente desmanchava na boca, o recheio era farto e a cobertura era cremosa, totalmente diferente do glacê real, que eu continuo fazendo até hoje.
             Alias, aqui em casa todos gostam muito de todos os tipos de bolo, embora cada um tenha lá o seu favorito.

              Como eu tinha apenas 10 ou 11 anos, nem passou por minha cabeça pedir a receita à mãe da aniversariante, embora eu ja me aventurasse na cozinha, junto com meu irmão, que gostava muito de cozinhar também.
              Então, quando, muitos anos depois, eu comecei a passar as minhas receitas para um caderno, eu comecei a orar pedindo à Deus que pusesse aquela receita em minhas mãos. Acredito em levar todos os meus pedidos à Deus, sei que o amor d'Ele por nós é imenso.

              Os anos foram passando e nada de receita. Mas eu não desisti de pedir, não.

              Eis que um belo dia fui acordada, às 8 h da manhã, de uma segunda-feira, (detesto acordar cedo e, na época eu detestava segundas-feiras) com uma voz que me dizia:

               - Ei, filha. Acorda, desce até a sala e liga a televisão.

              Olhei meio sonolenta para o relógio e protestei:

              - Pô, Pai. São 8 h da manhã, hoje é segunda-feira, não preciso acordar cedo, não tenho nenhum compromisso hoje e o Senhor vem me acordar agora?

              - Vamos, preguiçosa. O sol está brilhando lá fora e está chamando por você (meu pai também costumava me acordar assim, quando eu era pequena). Levanta, desce e liga a televisão.

              Ainda resmungando eu obedeci:

              - Tá bom, Deus. Já vi que o Senhor não vai me deixar dormir mesmo. Vamos lá.

              Quando liguei a televisão, lá estava a Ana Maria Braga com um enoooooooooooooorme bolo de chocolate diante dela. Ela anunciou o intervalo comercial e eu, ainda extasiada, ainda ouvi Deus dizer:


               - Há anos você me pede esta receita. Pois ai está.


              Dito isto, agradeci e fui me preparar para copiar a receita.
              Fazem uns 8 anos isso, eu ainda não tinha o computador, mas ja fiz esta receita varias vezes. É simplesmente demais.
               Mas vamos combinar, né? Com tanto programa culinário rolando o dia inteiro, Deus precisava escolher logo o primeiro programa do dia e justamente em uma segunda-feira? Esperei tantos anos pela receita, poderia ter esperado mais algumas horas. Depois dizem que Deus não tem senso de humor...


               Bom, a única diferença é que a receita da Ana é de pão de ló e eu costumo fazer a minha receita de bolo de chocolate. Mas, vou colocar aqui a receita da Ana e, no final, a minha receita de bolo de chocolate.





              Massa:

              - 2 xícaras (das de chá) de farinha de trigo;
              - 2 xícaras (das de chá) de açúcar;
              - 1/2 xícara (das de chá) de óleo;
              - 7 gemas;
              - 1/2 xícara (das de chá) de chocolate em pó;
              - 3/4 xícara (das de chá) de água quente;
              - sal;
              - 1 colher (das de chá) de fermento em pó químico;
              - 7 claras em neve.

              Bata as gemas com o açúcar até triplicarem de volume, mais ou menos 15'.
              Dissolva o chocolate na água quente e misture o oleo
              Peneire juntos a farinha, o sal e o fermento. Diminua a velocidade da batedeira e acrescente os ingredientes secos alternando com os líquidos.
              Eu costumo bater, à mão, por 3' depois de desligar a batedeira e antes de incorpora as claras em neve. Isto deixa a massa mais permeável e a calda umedece melhor a massa assada.
              Por fim, acrescente as claras em neve.
              Despeje a massa em assadeira untada e enfarinhada.
              Se por acaso, a quantidade de massa ultrapassar 2/3 da assadeira, corte tiras de papel sulfite e coloque em toda a volta da assadeira, deixando-a uns 6cm mais alta.
              Leve para assar.


              Calda:

              - 2 xícaras (das de chá) de água;
              - 3 colheres (das de sopa, bem cheias) de chocolate em pó;
              - 1 xícara (das de chá) de açúcar;
              - o soro de 2 latas de creme de leite.

              Ferva a água, o açúcar e o chocolate por 5'. Retire do fogo e acrescente o soro do creme de leite. Reserve.


              Recheio:

              - 100 g de manteiga;
              - 6 gemas;
              - 2 latas de leite condensado cozido por 50';
              - 10 colheres (das de sopa, bem cheias) de chocolate em pó;
              - 2 latas de creme de leite sem o soro;
              - 6 folhas de gelatina incolor e sem sabor;
              - 6 claras em neve;
              - 2 xícaras (das de chá) de lentilhas de chocolate.

              Bata a manteiga com as gemas até formar um creme claro e fofo.
              Junte o leite condensado cozido e o chocolate em pó peneirado.
              Acrescente o creme de leite sem o soro.
              Hidrate a gelatina incolor e dissolva em banho-maria. Despeje a gelatina ainda quente, e com a batedeira ainda ligada.
             Desligue a batedeira, junte as claras em neve e, a seguir, as lentilhas de chocolate.
             Leve para gelar por 1 h.


              Ganache:

              - 500 g de chocolate 1/2 amargo ou ao leite;
              - 1 lata de creme de leite sem o soro.

              Pique o chocolate e derreta, em banho-maria, junto com o creme de leite. Leve para gelar por 1 h. Se ficar muito firme, torne a derreter junto com o soro do creme de leite.



              Montagem:

              Recorte dois discos de massa e coloque um deles no prato de bolo.
              Regue com a calda e espalhe o recheio todo.
              Coloque outro disco de massa e regue com a calda. Cubra com a ganache e decore com raspas de chocolate.
              Leve à geladeira até o momento de servir.




              Agora a minha receita de bolo:

              - 2 xícaras (das de chá) de açúcar;
              - 2 1/2 xícaras (das de chá) de farinha de trigo;
              - 1/2 xícara (das de chá) de chocolate em pó;
              - raspas de um limão;
              - suco de 1 limão;
              - 1 xícara (das de chá) de leite;
              - 100 g de manteiga;
              - 3 gemas;
              - 3 claras em neve;
              - 1 colher (das de chá) de sal;
              - 1 colher (das de sopa) de fermento em pó químico.

             Misture o suco de limão ao leite para coalhá-lo.
             Misture as raspas de limão ao açúcar, para que fermentem. Acrescente a manteiga e as gemas e bata até ficar um creme fofo.
             Peniere os ingredientes secos juntos e coloque na batedeira, alternando com a coalhada.
             Desligue a batedeira, bata por 3' à mão e junte as claras em neve.
             Leve para assar em assadeira untada e enfarinhada.
             Costumo fazer receita dupla para rechear com a mousse.
             Na minha montagem, costumo retirar uma tampa de bolo, escavo o miolo, deixando uma parede de uns 2 cm. Então rego com a calda e despejo a mousse de chocolate.

             Depois é só cobrir com a ganache e as raspas de chocolate ao leite ou 1/2 amargo.
             Use o miolo do bolo para fazer brigadeirão de padaria ou uma torta remontada.

             Observação:
             Em minha família não gostamos de recheios que levem gelatina incolor. Por isso, prefiro escavar o miolo do bolo e colocar a mousse, assim que retiro da batedeira, recoloco a tampa do bolo e levo para gelar.
            O bolo absorve a umidade da mousse e o recheio fica tão cremoso quanto se tivesse recebido a gelatina e fica muito mais saboroso.


Para ver outras receitas de bolos, caldas, recheios e coberturas acesse o Índice 2.




Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


4 comentários:

  1. ola guria
    tu fizeste eu lembrar de minha avo tbm
    nossa ela era uma mestre cuca
    bem num sou muito chegada
    em chocolate mas adorei a dica

    bjim guria

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Oi, querida, nada como carinho de vó, né? E de repente a gente se pega fazendo tudo muito parecido com o que elas faziam. Ja não posso dizer o mesmo que você quanto ao chocolate. Aqui em casa somos todos apaixonadíssimos por chocolate, bjs, linda. Obrigada pela visita.

      Excluir
  2. Adorei a receita, amo chocolate.😋😋😋

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Alorinha.
      Chocolate é "tudibom", mesmo.
      Obrigada pelo carinho em comentar.
      Beijos.

      Excluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).