20 de jul de 2011

Torresmo



Torresmo

              Não sou muito de comer torresmo, não.
              Para dizer a verdade, nunca fui.
              Nada contra a carne de porco, quando muito bem preparada. É questão de saúde.

              Mas, quase todos aqui em casa gostam de torresmo, embora também não abusem. Graças a Deus!
              E como gosto muito de fazer pães e, de vez em "nunca", uma fatia de pão de torresmo cai muito bem, resolvi aprender a fazer torresmo.
              Existem receitas que espero fazer pelo menos uma vez na vida. Talvez esta seja uma delas.

             Compramos apenas 700 g de barriga de porco ou toucinho paulista, como eu conhecia lá no Rio de Janeiro. Rendeu, ±, 150 g de torresmos.
             E testei 2 receitas, cada uma delas usando metade da barriga de porco que minha filha comprou.
             A primeira receita eu vi no blog Come-se, de Neide Rigo.
             A segunda eu já tinha em meu caderno.

            Coloquei mais 3 receitas, a última delas de torresminho de macarrão, que eu vi no programa "Mais Você". É uma opção para quem gosta de um petisco crocante e não quer comprometer a saúde. No que faz muito bem.

              A propósito, a receita da Neide está em um post onde ela ensina a fazer banha. E o link está aqui. O torresmo acabou sendo um subproduto.



Torresmo
         

              Receita 1:

              - 350 g de barriga de porco;
              - água suficiente para cobrir.

              Corte a barriga de porco, sem o couro, em cubos pequenos.
              Coloque em uma panela e cubra com água.
              Leve ao fogo e deixe a água evaporar. Fogo baixo.
              Quando os cubinhos estiverem dourados, retire do fogo, com uma escumadeira, e deixe escorrer bem.
              Se você usa banha de porco para fazer tortas, salgadinhos ou para temperar feijão, espere a gordura amornar e guarde-a em um vidro. Para maiores detalhes visite o Come-se.




Torresmo
 
              Receita 2:

              - 350 g de barriga de porco;
              - 1 1/2 l de água;
              - 1 xícara (das de café) de vinagre;
              - 2 colheres (das de chá) de sal;
              - 1/2 xícara (das de chá) de óleo.

              Para fazer 300 g de torresmo, você vai precisar de 1 1/2 kg de barriga de porco.
              Como eu só queria experimentar, usei os 350 g que sobraram do outro teste.
              Corte a barriga de porco em pedaços pequenos e coloque em um pote. Acrescente a água, o sal e o vinagre.
              Deixe descansar por 30'.
              Aqueça o óleo.
              Escorra os cubinhos e reserve a água com sal e vinagre.
              Coloque os cubinhos no óleo e, quando levantar fervura, acrescente meia xícara do líquido reservado.
              Não se preocupe que não vai espirrar.
              Apenas use uma panela alta.
              Quando tornar a levantar fervura, repita o processo, acrescente mais meia xícara do líquido reservado. Faça isso 5 vezes, no total.
              Essa água vai separar a banha do torresmo.
              Depois de acrescentar a última meia xícara de água com vinagre, deixe todo líquido secar e os torresmos dourarem.
              Desligue o fogo, escorra os torresmos e guarde a banha.

              A propósito! Como a salmoura que você vai acrescentar na panela, vai evaporar e o sal vai ficar concentrado, muito cuidado para não colocar mais do que as 2 colheres, das de chá, de sal. É melhor acrescentar mais sal, depois de pronto, do que ter que jogar no lixo por estar salgado demais.
              Foi o que aconteceu comigo, rsrsrsrs.
              Ainda bem que era teste e que eu só tinha menos que 100 g de torresmo.


              Variação:

Torresmo

            Corte a barriga/panceta de porco em pedaços não muito pequenos.
            Lembre-se de que ao retirar a gordura e cozinhar os pedaços irão diminuir consideravelmente.
            Coloque os cubos de barriga de porco em uma panela e cubra com água pura.
            Deixe a água secar, mas não deixe dourar no fundo.
            Quando a água secar, a gordura vai começar a chiar, retire a gordura que se formou no fundo e passe para outro recipiente e deixe esfriar.
             Eu costumo retirar os pedaços da panela para poder escorrer a gordura com mais facilidade e uso uma peneirinha para coar a gordura.
             Cubra os cubinhos com mais água e deixe secar novamente.
             Repita este processo umas 5 vezes, sempre retirando a gordura que se forma quando a água seca e passando para um recipiente de vidro ou de metal. Só coloque em plástico depois de frio, para não derreter o plástico e porque alimentos quentes em potes de plástico se tornam indigestos.

Torresmo

             Na última água, acrescente uma colherinha, das de chá, de sal.
             Retire os cubinhos de carne da panela, coloque em uma assadeira, despeje aguardente ou álcool de cereais sobre os pedaços, cubra com papel alumínio e leve para gelar por algumas horas.
             Eu usei cerca de 150 ml de aguardente e comecei a receita com 1 kg de panceta.
             Para fazer os torresmos frite os cubinhos gelados em óleo bem quente.
             Muito cuidado ao colocar a carne para fritar e durante o processo mantenha a panela fechada porque os torresminhos estouram.
             Eu usei uma panela média, mas use uma panela grande para evitar acidentes.

Torresmo

               Guarde a gordura obtida em um vidro e use-a para fazer tortas, pães ou para refogar alimentos em geral.


              Receita 3:

              - 1 kg de barriga de porco;
              - 1 dose de cachaça;
              - 2 colheres (das de sopa) de sal;
              - 2 limões;
              - 1 l de óleo.

              Corte em cubinhos, a barriga de porco.
              Misture o sal, a cachaça e o suco de limões e coloque sobre os cubinhos, deixando marinar por 15'.
              Faça uma pré fritura, com pouco óleo, em panela alta.
              Lave em água corrente, ainda quentes.
              Esquente o óleo restante e coloque o torresmo lavado, mexendo sempre e deixe dourar.






              Receita 4:

              - 1 barriga de porco inteira;
              - sal grosso;
              - 1 1/2 l de óleo.

              Esta receita eu nunca fiz, mas como minha ideia é passar todas as receitas que um dia eu copiei em meus cadernos, aqui está ela.
              Lave bem a barriga de porco e dê talhos no couro, fazendo um quadriculado em diagonal.
              Coloque, com a pele para baixo, em uma grade apoiada em uma assadeira, e espalhe sal grosso sobre a gordura.
              Cubra com papel alumínio e coloque um peso por cima.
              Leve à geladeira por 12h.
              Retire da geladeira e aqueça o forno bem alto.
              Retire o excesso de sal, recoloque sobre a grade e leve ao forno por 40'.
              Aqueça muito bem o óleo, retire a peça do forno e despeje o óleo fervente imediatamente, para terminar de pururucar.
             Corte aproveitando os talhos dados no inicio.




               Torresminho de macarrão:
               "Mais Você"

              - 1 pacote de macarrão parafuso;
              - 1 sachê de tempero de bacon;
              - 1/2 xícara (das de chá) de água quente;
              - óleo para fritar;
              - água para cozinhar o macarrão.

              Cozinhe o macarrão all dente.
              Escorra e lave bem, para retirar toda a "goma" do macarrão.
              Dissolva o sachê de tempero na água quente e misture o macarrão.
              Espalhe em uma assadeira, cubra com filó e deixe secar, ao sol ou não, por 24h.
              Vire os parafusos, de vez em quando, para secarem por igual e não grudarem na assadeira.
              Depois de secos, frite-os em óleo bem quente.
    Para ver outras receitas com carnes acesse o Índice 4.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


11 comentários:

  1. Olá querida !!!!

    Opaaa, adorei as dicas de hoje !!!
    Eu sou fã de frituras e afins, torresminhos então, adorooooooo !!! Sei que não é nada saudável, mas eu fico feliz kkkk
    Vou experimentar, sempre quis fazer, mas não sabia como e achei estas receitas bem fáceis !
    Obrigada por compartilhar mais gostosuras !

    Um beijãoooooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é super saudável!!!!!!!!!!!!!! pesquise!!!!!

      Excluir
    2. Oi, minha linda mineirinha.
      Imaginei que você amasse torresminho, sim, rsrsrs.
      Confesso que nunca fui muito fã, mas a turma aqui em casa é. E foi a primeira vez que eu fiz, pelo mesmo motivo que você, achava muito complicado.
      Aliás, a receita que eu mais gostei foi justamente a que eu quase apaguei de meu caderno. Aquela que manda jogar água na panela com oleo fervente. Achei que ia estourar tudo e espirrar oleo, mas a banha do porco não deixa espirrar, não. Para mim, é a melhor. só cuidado com o sal. Como a água evapora, o sal fica concentrado.
      E quanto à não ser saudável, rsrsrsrs, costumo contrabalançar com receitinhas que ajudem a baixar o colesterol, como as que sugeri ao Frei Convento ai acima.
      E vamos combinar, né. Merecemos cometer alguns exageros de vez em quando, kkkkkkk.
      Zilhões de beijos.

      Excluir
  2. Hummmmmmm...... maldade ler essa postagem depois de chegar de uma caminhada...kkkkkk Nossa dá pra aguar só de ler as receitas pensar num torresmo com uma cerveja gelada nessa sexta feira hein??rsrsrs

    Beijos querida

    Márcia Canêdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Marcia.
      Mas quer hora melhor para provar um torresminho do que depois da caminhada, rsrsrs?

      Mas leia a resposta que escrevi lá no Dihitt para você e a para o Frei Convento.
      Você sabe que há uns verões passados eu segui esta receitinha e continuei comendo as minhas pizzas e tomando sorvete e emagreci.

      Só não sou fã de cerveja. Isso deixo para você e para minha filha. Esperando que chegue o dia em que ela vai optar por líquidos mais saudaveis, rsrsrs.
      Valeu, linda, pela visita e comentario.
      Bjs

      Excluir
  3. Aqui a gente só encontra coisas gostosas.
    Eu também prefiro ficar com os torresminhos de macarrão, além do que são mais saudáveis.
    Beijinhos, minha amiga!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, minha querida.
      Que bom que você gostou.
      Realmente a de macarrão é bem mais saudável. E quem gosta da textura crocante é o ideal.
      Confesso que fiz a receita, mas só consegui comer 3 pedacinhos. Mas, como nunca tinha feito e pão de torresmo é bom com torresmo feito em casa, quis aprender.
      Valeu, querida, pelo comentario, pelo carinho e pela visita. Bjs.

      Excluir
  4. Hoje estou passando apenas para lhe fazer um convite.
    Estou falando do www.superlinks.blog.br que é um site agregador que vale a pena visitar, pois é mais um espaço no qual você poderá publicar seus links de matérias, pois é um site sério e com critérios bem positivos.
    Espero que goste da dica.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, minha querida.
      Vindo de você, esta indicação realmente vale a pena. Irei conhecer, sem dúvida. Bjs.

      Excluir
  5. Quem não gosta de comer, certamente não sabe fazer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem coisas que é melhor mesmo não saber fazer. Assim a tentação diminui.
      Mas não gostar de comer não significa que a pessoa não saiba fazer.
      Há muitos pratos que eu não gosto, mas que aprendi a fazer muito bem por causa das pessoas que eu amo e que gostam.
      Bem-vindo(a).
      Beijos.

      Excluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).