25/11/2011

Torre de Carolinas

Torre de Carolinas

               Há muitos anos atrás, folheando um dos fascículos semanais que minha mãe colecionava, me deparei com uma linda torre formada com Carolinas-profiteroles.
               Não li o texto que acompanhava a ilustração, mas decidi que um dia faria a tal torre.
               Anos mais tarde, precisamente 2011, vi a mesma torre no programa "Mais Você" e descobri que é o bolo de noivas tradicional na França.
              Soou muito esquisito, mas eles também devem estranhar os nossos bolos.
              A Ana Maria sugeriu que se usasse um cone de isopor e, com auxilio de palitos, se prendesse as Carolinas no isopor, formando o cone.
              Sei que esta não é a forma original de se fazer esta torre que se chama croque-en-bouche, literalmente "crocante na boca".
              Por isso fui pesquisar na net e achei estas fotos abaixo:




               Achei linda esta torre e percebi, pela segunda foto, que o meio é oco. As Carolinas foram "coladas" em um disco fino de massa, com auxilio de calda de caramelo.
               Como eu tinha glacê real em casa e estava só testando a receita de croque-en-bouche, resolvi testar colar com o glacê.
               Não deu muito certo, não.

               Mas, vamos ao meu passo a passo.
       


              Massa:

              - 300 ml de água;
              - 200 g de manteiga;
              - 200 g de farinha de trigo;
              - 6 a 7 ovos.

               Há uma outra receita que leva óleo no lugar de manteiga, mas as carolinas ficam muito macias, não ficam crocante nem mesmo se forem assadas ou requentadas no forno.
               Leve a manteiga e a água ao fogo e deixe ferver.
               Quando ferver, acrescente a farinha de trigo e mexa até soltar do fundo e formar uma bola.

Torre de Carolinas

               Passe para a batedeira, ligue em velocidade media e acrescente os ovos, 1 a 1, até formar uma massa cremosa o bastante para ser colocada em saco de confeitar.

               
Torre de Carolinas

               Com o bico perlê médio (eu usei o bico pitanga, mas como vamos montar uma torre, o perlê é melhor), faça pequenas gotas em uma assadeira sem untar.
               Um aparte: como a massa leva muita manteiga é de se esperar que as carolinas não grudem na assadeira. Mas algumas grudaram, desta e das outras vezes que fizemos carolinas aqui em casa.
               Como as carolinas assadas são ocas, se elas grudarem na assadeira, na hora de soltá-las o fundo ficará na assadeira e você ficará com o recheio aparente e, talvez, escapando das carolinas.
               Por isso, talvez seja recomendável untar e enfarinhar  a assadeira. Cerca de 1/3 das minhas carolinas grudaram na assadeira.

              Com o dedo untado com óleo, massageie a pontinha das carolinas para  baixar o bico formado pelo saco de confeitar. Isso vai ajudar a modelar as carolinas, deixando-as mais redondinhas depois de assadas.
              Leve para assar em forno quente, até dourarem.

Torre de Carolinas


               A receita rende entre 35 e 40 carolinas, dependendo do tamanho.
               Recheie com ganache ou com creme de confeiteiro.

               
Torre de Carolinas

             Preparei um disco de massa, com 13 cm Ø, para a minha experiência com carolinas.
             Misturei 150 g de farinha de trigo, 2 colheres, das de sopa, de manteiga, 2 colheres, das de sopa, de açúcar e raspas da casca de meio limão.
             Coloquei para assar em forma de fundo removível.
             Depois fiz a primeira carreira com 8 carolinas.
             No total, usei 24 carolinas e a torre ficou com ± 30 cm de altura.


Torre de Carolinas

              E, como era apenas uma experiência e eu não queria exagerar no doce, já que só eu e a minha filhota comeremos estas carolinas, precisei prender as carolinas com um palito.
              Mas, se você quiser aproveitar esta sugestão para decorar a mesa da ceia de natal, use a calda de caramelo da receita "Cestinhas de caramelo".
             Aproveite para decorar o trabalho finalizado com fios de caramelo, começando pelo topo da torre.

             Vale a pena dar uma pesquisada na internet, para achar novos modelos de finalização deste ícone da culinária francesa, o croque-en-bouche.

Para ver outras receitas com sobremesas, bombas, Carolinas e gelatinas acesse o Índice 6.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Se desejar incluir uma imagem de uma receita testada ou vídeo ou mesmo usar um emoticon, basta colocar a url da imagem ou vídeo no texto do comentário.
Para achar a url clique na imagem ou vídeo com o botão direito do mouse e depois clique em "Copiar endereço da imagem".
Imagens, vídeos ou comentários ofensivos não serão publicados. Discordar é saudável, ofender não.
Seja sempre muito bem-vindo(a).

Nenhum comentário: