30 de jul de 2012

Pastel de nata

Pastél de nata


              Estas são receitas genéricas dos famosos pasteizinhos de nata portugueses.
              Igualar a receita original é impossível não só porque a receita original é trancada a 7 chaves, como também porque existem inúmeros fatores que interferem no sabor.
              E em uma receita que leva creme de leite ou manteigas, o teor de gordura do leite usado para preparar estes ingredientes interfere e muito no resultado final da receita.
              Por isso, a foto acima é meramente ilustrativa.
              E isso não quer dizer que as receitas não farão o maior sucesso.
              Dia desses fiz massa folhada para fazer uma torta.
              Como sobrou massa, resolvi fazer os pasteis de nata, mas com leite condensado como recheio.
              O resultado está na terceira receita.


Pastél de nata

              Receita 1:

             Massa:

             - 500 g de farinha de trigo;
             - 500 g de manteiga;
             - 1 1/2 xícaras (das de chá) de água morna;
             - 1 colher (das de chá) de sal.

             Dissolva o sal na água morna.
             Coloque toda a farinha em uma bancada, faça um buraco no meio e despeje a água.
             Amasse com a ponta dos dedos até conseguir uma massa lisa e macia.
             Deixe descansar por 40'.

Pastél de nata

             Abra a massa formando um quadrado de 1 cm de espessura.
             Espalhe  1/3 da manteiga sobre a massa, deixando 1 cm sem manteiga em toda a volta.
             Dobre a massa de baixo para cima e, depois, da esquerda para a direita, ajustando bem as bordas.
             Faça isso mais 2 vezes e se estiver muito quente, deixe a massa descansar na geladeira por 1 h depois de espalhar cada 1/3 da manteiga. Assim a massa não vai rasgar ao ser aberta com um rolo.

             Abra a massa o mais fina possível e enrole como rocambole.

Pastél de nata

              Corte fatias de 1,5 cm de largura, coloque cada uma em uma forminha de empada e aperte no centro para ajustar a massa, formando uma cova no centro.
              Coloque as forminhas com a massa na geladeira e prepare o recheio.
              Deixe o recheio amornar e coloque nas forminhas.
              Preaqueça o forno bem forte e coloque as forminhas.
              Asse, forno 250º a 300º, até dourar.
              Depois de prontos, polvilhe açúcar e canela.


              Recheio:

              - 500 g de creme de leite fresco;
              - 8 gemas;
              - 2 colheres (das de chá) de farinha de trigo;
              - 200 g de açúcar;
              - raspas de casca de 1 limão.

              Misture a farinha ao açúcar, para não empelotar quando misturada ao leite, acrescente os ingredientes restantes e leve ao fogo até levantar fervura.
              Deixe amornar e coloque sobre a massa.





              Receita 2:

              1a massa:

              - 2 xícaras (das de chá) de farinha de trigo;
              - 1 ovo inteiro;
              - 2 colheres (das de sopa) de manteiga.

              Misture tudo formando uma massa lisa.
              Leve para gelar por 1h.


              2a massa:

              - 1 xícara (das de chá) de salmoura (1 xícara de água e 1 colher, das de sopa, de sal);
              - 250 g de manteiga;
              - 2 colheres (das de sopa) de farinha de trigo.

              Misture a farinha com a manteiga e acrescente colheradas de salmoura, até conseguir uma mistura pastosa.
              Abra a 1a massa bem gelada, espalhe a 2a massa, enrole como rocambole e torne a gelar.
              Prepare as forminhas com porções da massa, como na receita anterior.
              Recheie e leve para assar em forno bem quente.


              Recheio:

              - 500 ml de creme de leite;
              - 350 g de açúcar;
              - 9 gemas;
              - 1 colher (das de sobremesa) de essência de baunilha.

             Misture tudo e leve ao fogo, até engrossar.
             Passe para outro recipiente e leve para gelar por 12h.



              Receita 3:

              - massa folhada ou a massa da primeira receita;
              - leite condensado.

              Prepare a massa e enrole como rocambole.
              Corte fatias de 2,5 cm.
              Coloque cada pedaço em uma forminha de empada.
              Pressione no centro, levando a massa até a borda.
              Confesso que tive certa dificuldade, já que ao manusear a massa folhada, a manteiga acabou amolecendo e não gostei muito do resultado.
               Talvez com a prática.
               Mas, depois de fazer 2 ou 3 empadinhas deste modo, resolvi abrir os rolinhos restantes com um rolo de massa.
              O resultado pode ser visto nas imagens abaixo.
              Por fim, preencha até 2/3 da empada com leite condensado cru e leve para assar até a massa dourar.
              A primeira vez que fiz empada de leite condensado, o recheio não ficou tão cozido assim. Talvez porque a massa de empada usada lá, asse mais rápido do que a massa folhada.


Empada de leite condensado
         

Para ver outras receitas com sobremesas, empadas doces e gelatinas acesse o Índice 6.



Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


2 comentários:

  1. Florzinha, isto deve ser de comer rezando!!!
    Meu abraço e meu carinho, sempre!!!

    ResponderExcluir
  2. @Malu:l rsrsrs. E não é que é? (modeeeesta esta tua amiga!!!!!). Mesmo quando fica feinho como o meu ficou, não dura nada.
    Obrigada pela presença sempre muito bem-vinda e carinhosa. Abraços! :r

    ResponderExcluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).