6 de fev de 2013

Leite, gordura e leite condensado de coco


Leite, gordura e leite condensado de coco

                Achei uma receita interessantíssima: leite condensado de coco!
                Como sou fã de leite de coco, em varias receitas, e de leite condensado, é claro que e não podia deixar de experimentá-la.
                A receita eu encontrei no blog Deli Art Cake Creations e já está entre as minhas favoritas. E a Dirlene já fez algumas receitas com o leite condensado de coco, inclusive um Brigadeiro sem leite (de vaca, naturalmente).
                E aproveitei para fazer uma pesquisa mais detalhada a respeito do leite condensado de coco e achei uma técnica para retirar a gordura do coco, no blog Deixa sair, o que muito me interessou porque o oleo/gordura de coco é ótimo para fazer pães macios.
                Aliás, traz um sabor de saudades. Na casa de minha avó materna sempre tinha uma latinha de gordura de coco.
                Pena que naquela época eu não estava tão ligada nas receitas dela. Uma lástima e um grande arrependimento.


Leite de coco 1

              Leite de coco:
   
              Retire a água do coco e reserve.
              Quebre a casca e leve o coco ao congelador por 1h, depois solte o coco da casca mais grossa (externa).


Leite de coco 2
              Descasque o coco, retirando a casca fina.
              Meça a quantidade de água de coco e complete, se necessário, com água filtrada até chegar a 200 ml.
              Aqueça muito bem as duas águas e coloque no liquidificador com os pedacinhos de coco.
              Bata até obter um creme.
              Passe por uma peneira, espremendo bem ou esprema em um pano de sacaria colocado dentro de um escorredor de massas ou de uma cuscuzeira.
              Esprema muito bem. Este primeiro leite é o leite de coco grosso.
              Para conseguir leite de coco fino, recoloque o bagaço de coco no liquidificador com 400 ml de água bem quente. Bata e coe.
              Use o bagaço para enriquecer massas de bolos, biscoitos ou docinhos. Pode congelar o bagaço por até 3 meses.

              1 coco fresco grande = 1 xícara das de chá de flocos = 1 xícara das de chá de leite = 100 g de polpa ralada.

              Para quebrar o coco e soltá-lo com mais facilidade da casca externa, e sem perigo, retire toda a água do coco e leve-o ao forno por 15' ou na chama do fogão, até aquecê-lo.
              Depois quebre a casca com um martelo. A polpa do coco já estará solta, restando apenas retirar a casquinha interna.
              Outra forma é recorrer ao extremo oposto: coloque o coco sem água no congelador por 2 a 3 horas.
              Depois é só quebrá-lo com um martelo e soltar da casca, que sairá muito facilmente.


Leite condensado de coco


                Ingredientes:

                - 500 ml de leite de coco;
                - 1/2 xícara (das de chá) de açúcar ou mel.

               Se você quiser um leite condensado mais doce, acrescente mais açúcar.

Leite condensado de coco

               Coloque o leite em uma panela ate começar a ferver.
               Fique dê olho, pois o leite pode ferver e derramar.
               Desligue o fogo.
               Leve ao fogo novamente com o açúcar, fogo baixo, em uma panela de lateral alta e deixe reduzir ate a metade!
               Repare na primeira e na última imagem. O leite foi reduzido a menos da metade.
               Deixe esfriar e conserve na geladeira, por 3 ou 4 dias, no máximo!


              
Leite condensado de coco

               O meu leite condensado decantou, ou seja, quando ele esfriou se formou uma camada de calda na parte inferior.
               Creio que o teor de gordura do coco natural, não industrializado, foi o responsável por isso.
               Mas para usá-lo, basta misturar com uma colher que o leite volta ao normal.
               E como o coco  ralado em casa não tem os conservantes que a industria precisa colocar em seus produtos, o prazo de validade é naturalmente menor do que o leite condensado preparado com os leites industrializados.
               Eu recomendo que consuma o leite condensado de coco em até 3 dias, no mais tardar, em 4 dias.


Gordura de coco

                Gordura de coco:

                Existem varios modos de retirar a gordura/oleo do coco.
                Eu escolhi dois modos e o começo é o mesmo parar os dois modos.

Gordura de coco

               Retire o leite de 2 cocos que pesem ± 750 g cada um.
               Para isso, retire a água dos cocos e reserve.
               Retire a casca mais grossa (externa) e, depois, a mais fina (interna).
               Aqueça  a água até quase ferver, se preciso adicione água filtrada até obter 450m ml de água, coloque os pedacinhos de coco no liquidificador, junte a água quente e bata até formar um creme.
               Forre um escorredor de macarrão ou cuscuzeira com um pano de sacaria ou pano de prato separado só para este fim e escorra o leite.
               Torça o pano de sacaria até todo líquido se soltar e sobrar só o coco ralado dentro do pano.
               Congele este bagaço de coco e use-o para incrementar bolos e biscoitos ou para fazer beijnho de coco.
               Eu dividi o leite obtido em duas garrafinhas porque eu queria testar dois modos de fazer.
               Mas, se quiser, coloque todo o leite em uma garrafa plástica de leite ou de água, descartável.


Gordura de coco

               Embrulhe as duas garrafas em uma toalha de mesa e guarde-as em um armário ou em uma bancada longe de movimento, para que o leite possa repousar e decantar, entre 6 a 8 horas.
               Depois deste tempo já se verá uma camada leitosa e uma mais transparente.
               Eu coloquei uma das garrafas (as imagens marcadas com o n°1) na geladeira e a outra (marcada com o n°2) deixei no mesmo lugar onde passaram as 8 horas.
                Depois de 24 horas já é possível ver os diferentes resultados dos dois métodos.
                E depois de 48 h devemos separar a gordura da parte mais líquida (transparente).
                É possível ver que  o leite guardado na geladeira formou uma gordura mais cremosa, uniforme e em maior quantidade.
                E a deixada fora da geladeira formou uma camada aparentemente talhada, mais seca e em menor quantidade.
                Creio que ambas têm o seu valor, mas com o tempo poderei afirmar com maior segurança.
                Corte a(s) garrafa(s) o mais rente possível da camada de gordura.
                Com uma colher, separe a parte superior, a gordura, e passe-a para um potinho.
                Eu usei potinhos com capacidade para 70 ml e a gordura obtida com o leite gelado encheu o potinho. A que ficou decantando fora da geladeira encheu apenas 1/3 do potinho, mas ficou mais concentrada e endureceu rapidamente ao ser guardada na geladeira. Ou seja, ficou mais com cara de gordura e a outra de um creme gorduroso.


 
Gordura de coco

                 Processo balcão + geladeira.

Gordura de coco

                 Processo balcão + balcão.
               
                  Repare que nos dois processos, depois de colhida a gordura e separado o líquido semitransparente, sobrou um líquido leitoso no fundo.


               
                  Reutilizando o residuo leitoso para extair mais oleo:

                  Segundo o blog Deixa sair, o líquido semitransparente pode ser fermentado para virar vinagre e o líquido leitoso do fundo pode ser fervido para se retirar mais oleo de coco que, neste caso, pode ser usado como cosmético ou para fazer frituras.
                   Meu vinagre vai ficar para outra ocasião.


Gordura de coco caseira

                  Resolvi ferver o líquido leitoso que sobrou nos dois potes e qual não fi minha surpresa ao constatar que o líquido resultante do processo balcão + geladeira não rendeu oleo nenhum. Talvez por já ter enchido o potinho.


Gordura de coco caseira

                 Já o líquido residual do processo balcão + balcão, depois de resfriado, encheu quase 2 terços de um terceiro potinho.
                 Coloquei cerca de 300 ml de água filtrada no potinho onde estava o residuo, mexi bem e coloquei em uma panela.
                 Levei ao fogo para ferver e passei para um pote.
                 Levei para gelar até formar uma crosta de gordura na superficie.
                 Quebrei esta crosta, escorri em uma peneira e levei para derreter.
                 Esperei esfriar e coloquei no potinho.
                 Guardei os meus na geladeira.

                  Conclusão:
                  Tanto no processo balcão + geladeira, quanto no balcão + balcão, a quantidade final de oleo obtida é a mesma, só que no processo balcão + balcão precisamos ferver o residuo que sobra depois da decantação.
                  E a gordura obtida pelo processo balcão + geladeira é um pouco mais cremosa do que a balcão + balcão.
                  E um coco de ± 750 g rende ± 70 g de gordura.

                  O prazo de validade desta gordura/oleo é de 2 anos, segundo o mesmo blog.
                  Mas como a materia-prima é coco, eu fico meio receosa.
                  Como o processo é muito simples, prepare quantidades pequenas de cada vez.
                  A minha gordura/oleo pretendo experimentar já na próxima semana, em um pão de chocolate.
                  Aguardem!


Oleo de coco


                Oleo de coco:

                Este é um método de extração a quente.
                É mais rápido porque  logo após a fervura já se tem o oleo pronto, não precisa esperar 1 ou dois dias de descanso para separar o oleo do líquido.

Oleo de coco

                Descasque e corte o coco em pedacinhos.
                Coloque o coco com 1 copo de água quente no liquidificador, que pode ser a água do proprio coco ou água filtrada ou uma mistura das duas.
                 Bata até obter uma massa.
                 Passe esta massa por um pano de sacaria, espremendo bem.
                 Coloque o leite obtido em uma panela e deixe ferver até que todo o líquido evapore sobrando o oleo transparente e uma borra no fundo da panela.
                 Coe o oleo e jogue fora a borra.

    Para ver outras receitas de cremes genéricos acesse o Índice 3.
    Para ver outras técnicas acesse o Índice 1.



Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


Nenhum comentário:

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).