15 de set de 2016

Licor de pêssego



Licor de pêssego 1

                Não sou de beber, mas gosto de fazer licores em casa para preparar bolos, tortas, doces e até receitas salgadas. Massas de bolo ficam maravilhosas quando se acrescenta 50 ml de licor junto com o leite e frituras ficam bem sequinhas quando o licor é adicionado à massa.
                Em julho comprei pêssegos bem bonitos, os primeiros da estação, com a casca de um vinho intenso em sua maior parte e resolvi aproveitar para preparar licores.
                Escolhi uma vodka com baixo teor de álcool, suficiente apenas para preparar a essência de pêssegos e conservá-los indefinidamente.
                Mas nada impede que se faça os mesmos licores com uma vodka mais forte ou até com aguardente.
                Não sei se o álcool irá afetar as propriedades preventivas e curativas da fruta, mas com certeza te permitirá preparar maravilhosas receitas até mesmo fora de época dos pêssegos e degustar maravilhosos licores feitos por você.

Licor de pêssego 2

                 Nos mercados de cidades menores não há muitas opções de espécies e nem sempre conseguimos saber o nome da espécie.
                 Estes pêssegos tinham uma cor tão bonita que dei uma rápida pesquisada.  Estou em dúvida se é o Tropic Prince ou Tropic Beauty, ambas variedades patenteadas pela Texas A&M Universsity (fonte aqui).
                 A polpa é amarela, mas muitos chegaram com uma coloração avermelhada, principalmente próximo à casca. Muito saboroso.

Licor de pêssego 3
 
                Para começar prepare os potes onde irá macerar os pêssegos.
                Lave-os muito bem, com detergente neutro, e coloque-os para ferver.
                Se a panela não for grande o suficiente para mergulhar os potes inteiramente na água, depois de alguns minutos gire os potes com auxílio de uma pinça. Ferva por 10 minutos.
                Forre uma bancada com um pano de sacaria usado só para isso, retire os potes com o auxílio da pinça e coloque-os sobre o pano, com a boca para baixo.
                Cubra com outro pano de sacaria e deixe esfriar.
                Geralmente estes potes têm tampa plástica e nem todo plástico pode ser fervido, então, se o plástico puder ser fervido, ferva por 3 minutos. Se não, use rolhas do tamanho adequado ao pote para evitar contaminação das essências.
                Aliás, mesmo fervendo as tampas plásticas, proteja as essências com filme plástico antes de colocar as tampas.
                Deixe as tampas esfriarem também entre os panos de sacaria.


Licor de pêssego 4

                Licor com a polpa de pêssegos:

                - 1 kg de pêssegos amarelos, maduros e bonitos;
                - 800 g de açúcar cristal;
                - 400 ml de água filtrada;
                - 1 l de pinga branca ou vodka boa ou 800ml de álcool de cereais;
                - coador de flanela e suporte para coador;
                - filtro de papel;
                - algodão hidrófilo.

                Lave e limpe os pêssegos na hora de preparar a essência.
                Descasque e retire a polpa do caroço.
                Pique em pedaços bem pequenos.

Licor de pêssego 5

                Num vidro de boca larga, coloque os pêssegos, acrescente 2 colheres de açúcar e junte a pinga (eu prefiro a vodka por ser neutra e não alterar o sabor da fruta).
                Cubra a boca com filme plástico, feche bem, coloque mais um pedaço de filme para vedar bem a tampa, e deixe macerar por 20 dias.
                Agite várias vezes por dia.
                Após os 10 dias, coe em coador de pano.

Licor de pêssego 6

                Esprema bem (use uma luva de plástico, de uso culinário, para não contaminar a essência) e guarde a massa de pêssego para fazer geleia.
                Coloque o líquido num vidro limpo e esterilizado ou uma jarra de plástico nova.
                Já me habituei a fazer licores utilizando calda de açúcar e têm ficado muito bons.
                Prepare a calda como ensinado no final desta postagem.
                Depois de coar a essência, acrescente a mesma medida de calda, misture com um mexedor de vidro ou de plástico.
                Coloque uma bela porção de algodão dentro do filtro de papel e filtre o licor, para remover resíduos de fruta.
                Engarrafe e tampe com uma rolha ou use a tampa própria para a garrafa e coloque o lacre termoencolhível.
                Deixe em repouso por 3 meses.



                Informações sobre a validade dos licores.
                Dica de Momento da arte.

                Licores rápidos (feitos a base de leite ou leite condensado)
                Para uso pessoal e conservados em geladeira = 180 dias.
                Para incluir a garantia na etiqueta e comercialização = 60 dias.

                Licores macerados (curtidos com álcool por determinado tempo)
                Para uso pessoal = validade indeterminada.
                Para incluir a garantia na etiqueta e comercialização = 3 a 5 anos.   

                Ajuste Pessoal:
                Você pode adequar o sabor do licor ao seu gosto.
                Ficou forte ou doce: adicione água filtrada, mineral ou bidestilada aos poucos e macere ± 5 dias.
                Ficou fraco: adicione mais álcool, açúcar e macere mais 10 dias.
                Sempre experimente ao ajustar e novamente depois de ± 4 horas



Licor de pêssego 7

                Licor de cascas de pêssego:

                - as cascas dos pêssegos da receita anterior ou de outras preparações;
                - 1 kg de açúcar cristal ou refinado;
                - 500 ml de água filtrada;
                - 1 litro de pinga branca ou vodka boa ou 800 ml de álcool de cereais;
                - 1 l de pinga branca ou vodka boa ou 800ml de álcool de cereais;
                - coador de flanela e suporte para coador;
                - filtro de papel;
                - algodão hidrófilo.

                Em um vidro de boca larga, coloque os todos as cascas de pêssego junto com a pinga (eu prefiro a vodka por ser neutra e não alterar o sabor da fruta).

Licor de pêssego 8

                Junte 3 a 4 colheres de açúcar.
                Cubra a boca com filme plástico, feche bem, coloque mais um pedaço de filme para vedar bem a tampa, e deixe macerar por 20 dias.
                Deixe macerar por 40 dias.

Licor de pêssego 9

                Prepare uma calda em ponto de fio (veja no final)
                Coe a essência usando o coador de flanela e misture a calda.
                Coloque uma porção de algodão hidrófilo dentro de um filtro de papel e coe o licor.
                Prove e ajuste o sabor ao teu gosto, acrescentando mais álcool ou mais calda.
                Deixe repousar por 4 horas e envase.
                Deixe macerar por alguns dias ou até meses para acentuar o sabor.
                Amei a cor deste licor.


Licor de pêssego 10

                Licor de caroços de pêssego:

                - 30 ou mais caroços de pêssegos (de preferência vindos de pêssegos de polpa amarela e maduros);
                - 1 kg de açúcar cristal ou refinado;
                - 500 ml de água filtrada;
                - 1 litro de pinga branca ou vodka boa ou 800 ml de álcool de cereais;
                - coador de flanela e suporte para coador;
                - filtro de papel;
                - algodão hidrófilo.

                Bata levemente nos caroços para que fiquem ligeiramente amassados e exponham a amêndoa que tem dentro. Ela é meio amarga, mas surpreendentemente o licor não ficou amargo. Ficou ótimo.
                Em um vidro de boca larga, coloque os todos os caroços de pêssego junto com a pinga (eu prefiro a vodka por ser neutra e não alterar o sabor da fruta).

Licor de pêssego 11

                Deixe macerar por 40 dias.
                Após os 40 dias, faça uma calda fina, (ver mais abaixo).
                Coe a essência, desprezando os caroços.

Licor de pêssego 12

                Junte a calda sobre a essência, mexendo até homogeneizar.
                Filtre com um filtro de papel forrado com algodão hidrófilo
                Engarrafe, etiquete e guarde.
                Sirva só depois de 30 dias ou mais.


                Calda:

                - 1 kg de açúcar cristal de qualidade;
                - 500 ml de água.

Licor de pêssego 13

                Misture o açúcar e a água e leve ao fogo, sem mexer mais, deixando ferver até chegar em ponto de pérola.
                Para testar o ponto, mergulhe uma colher na calda verticalmente (sem misturar a calda, para que ela não açucare) e retire a colher.
                Deixe a calda escorrer.
                Se depois que o excesso de calda tiver escorrido, a calda restante cair formando gotas (imagem 5 da foto acima), a calda está no ponto.
               Deixe a calda esfriar e coloque em uma garrafa de vidro também esterilizada.
               A quantidade de calda usada em cada receita vai depender do tipo de licor e do gosto pessoal, mas podemos começar com uma medida de essência preparada em casa para 1 medida de calda.
Para ver outras receitas de compotas e bebidas acesse o Índice 3.



Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


Nenhum comentário:

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).