16 de mar de 2011

Purê decorativo e Aligot



              Pois, é! Você deve estar pensando: "Postar receitas de purê de batatas no blog? Isso qualquer cozinheira principiante sabe fazer!!!!!!!!"

              Verdade, mesmo quando fazemos um purê preguiçinha, (sabe aquele? Aquele que cozinhamos as batatas, colocamos direto no prato, amassamos com um garfo e acrescentamos manteiga e leite.) é possível sofisticá-lo um pouco. Basta acrescentar um pouco de noz moscada ralada e/ou gema de ovo cozida e amassada (dicas minhas) ou queijo parmesão ralado (dica da minha mãezinha).

              E se você quiser sofisticar um pouco mais troque o leite por creme de leite fresco ou de caixinha.

              Mas como estou postando as receitas de molhos e conservas salgados, resolvi postar uma receita de purê de batatas com uma consistência boa para decorar tortas, rocamboles e bolos-sanduiches salgados para ocasiões especiais, podendo ser aplicado até com auxilio de saco de confeitar.

              E de quebra, vou colocar uma receita que, logo de imediato, chamou a minha atenção por juntar 2 ingredientes que eu amo de paixão: queijos e batatas. Só mais tarde descobri que o nome desta receita é "Aligot", um prato típico da Suiça (de onde veio o meu bisavo paterno). É muito simples de fazer mas tem seus segredos, por isso vou colocar o vídeo do chef Alex Atala para que você possa fazer a receita com toda tranquilidade.

              Primeiro vamos ao purê decorativo.




              Purê para decoração:

              - 250 g de batatas cozidas e espremidas;
              - 1 colher (das de sopa) de manteiga;
              - 50 g de queijo parmesão ralado;
              - 2 colheres (das de sopa) de maionese;
              - 2 colheres (das de sopa) de requeijão.

              Misture tudo com as batatas mornas, quase frias. Coloque em saco de confeitar e leve para gelar por 1h, para firmar um pouco mais. Monte seu bolo salgado ou rocambole e decore.

              Você pode acrescentar cheiro-verde batido no liquidificador ou beterraba cozida ou usar pó de beterraba, de espinafre ou açafrão para colorir o purê.




              Receita 2, Aligot:

              - 500 g de purê de batatas (3 batatas grandes);
              - azeite;
              - 4 dentes de alho;
              - 1 colher (das de sopa bem cheia) de manteiga;
              - 1 ovo inteiro;
              - ± 250 ml de creme de leite fresco;
              - 250 g de queijo canastra fresco;
              - 250 g de queijo gruyere;
              - sal;
              - pimenta-do-reino branca moida na hora.

              Lave muito bem as batatas com auxilio de uma escovinha e coloque para cozinhar com a casca. Esprema com a casca. É claro que depois despreze a casca.
              Em uma panela grande, teflonada, frite o alho no azeite, acrescente o purê, a manteiga, o ovo e vá pingando o creme de leite, aos pouco, mantendo o fogo baixíssimo. Acrescente os queijos e vá misturando até ficar com a textura de "chiclete".
              Para mim só assim já está muito bom.Amo purê de batatas com arroz branco fresquíssimo e ovo frito com a gema mole. E purê-aligot seria um refinamento e tanto para esta minha paixão. Mas o aligot servido nos melhores restaurantes e nas tradições suiças é servido em forma de bolas modeladas com auxilio de duas colheres e, se não me engano, é servido como prato intermediario ou até como sobremesa.
              Como eu não tenho esta prática para modelar, apresento agora o video do chef Alex Atala.





              Divirtam-se nesta aventura.
              Já que estou falando de purês de batatas, vou colocar a receita de batatas duchese.




              Batatas duchese:

              - 800 g de batatas holandesas (rosadas);
              - 1 ovo;
              - sal e noz moscada a gosto.


             Cozinhe e esprema as batatas. Misture os ingredientes restantes.
             Coloque em saco de confeitar com bico pitanga. Forre uma assadeira com papél manteiga e pingue porções da massa de batatas. Leve ao forno até dourarem.




              Batatas puff:

              - 500 g de batatas cozidas e espremidas;
              - 1/2 xícara (das de chá) de farinha de trigo.

              Misture muito bem. Abra em um balcão enfarinhado e corte discos de 6cm de diâmetro.
              Frite em oleo bem quente até dourarem e estufarem.

    Para ver outras receitas de molhos e temperos caseiros acesse o Índice 4.




Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


Nenhum comentário:

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).