29 de abr de 2011

Charlote de caqui


              Pão-de-ló:

              - 50 g de manteiga;
              - 1 xícara (das de chá) de açúcar;
              - 4 ovos;
              - 1 1/2 xícara (das de chá) de farinha de trigo;
              - 1 colher (das de chá) de sal;
              - 1/2 xícara (das de chá) de polpa de caqui rama forte.

              Bata o açúcar com os ovos até dobrar o volume.
              Acrescente a manteiga e bata mais um pouco.
              Bata o caqui, de preferência sem água, no liquidificador.
              Desligue a batedeira e misture, polvilhando, a farinha de trigo, o sal e junte a polpa de caqui.
              Divida a massa em duas formas para pizza, untadas e enfarinhadas, com 25 cm de diâmetro.
              Leve para assar.


              Mousse:

              - 1 lata de leite condensado;
              - 1 lata de creme de leite;
              - 3 caquis rama forte;
              - 1 sachê de gelatina sem sabor;
              - 1/4 xícara (das de chá) de água.

              Coloque no liquidificador, o leite condensado, o creme de leite e os caquis e bata.
              Hidrate a gelatina e dissolva, em banho-maria, e coloque no liquidificador ainda ligado.
              Desligue e leve o creme à geladeira, por 30'.


              Cobertura:

              Opcional:

              - 200 g de chocolate branco;
              - 1 caixa de creme de leite;
              - 1 colher (das de sopa) de rum.

              Misture o chocolate picado com o creme de leite e derreta, em banho-maria.
              Retire do fogo e junte o rum.


              Montagem:

              - 200 g de biscoito champanhe ou inglês.

              Monte com auxilio de um aro.
              Coloque um dos discos de massa no fundo do aro e espalhe metade do creme. O creme vai dar sustentação para os biscoitos.
              Arrume os biscoitos em toda lateral do aro.
              Coloque o outro disco de massa e espalhe o creme restante por cima.
              Espalhe a cobertura e leve para gelar por 3 h.
              Desenforme.



              Para aqueles que ainda não tiveram o prazer de conhecer o caqui, ai vai uma foto.
              E esta árvore estava tão carregadinha que não resisti, precisei incluir a foto da árvore.
              Aliás, "gentem", a árvore estava tão carregadinha que precisaram escorá-la com 3 galhos.
              Meus amores, o caquizeiro dá uma sombra maravilhosa, mas este ai deve estar até perigoso. Se um galho desse quebra...
              Por outro lado, se um galho desses quebra, quem ficar embaixo não vai passar aperto, rsrsrsrs.
              O caqui que está na foto é aquele mais vermelhinho, o mais doce de todos, que é mais adequado para se comer in natura. O rama forte e o chocolate são mais claros e têm a polpa mais rija. Também são bons para comer in natura, mas ficam ótimos em doces, compotas e até chutneys.




    Para ver outras receitas de charlotes, cassatas e zucottos acesse o Índice 1.



Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


2 comentários:

  1. Gisele, muito obrigada, amiguinha, por seus preciosos esclarecimentos.
    Vejo, pelas explicações e pelas fotos que o caqui é o que aqui chamamos dióspiro, um fruto delicioso mas que tem de estar muito maduro senão deixa a boca como forrada de cortiça.
    A pimenta também aqui em casa (não sou eu que cozinho...) é moída na hora e usamos a mistura. Se for só uma eu prefiro a branca.
    Engraçado como a língua é a mesma mas certos termos diferem...
    Muito obrigada, você é um amor.
    Beijinhos no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, minha querida Moçoila.
      Que bom poder tirar todas as dúvidas.
      Quanto à língua é mesmo engraçado. Tão engraçado quanto acontece aqui mesmo no Brasil. Cada região tem um nome para diversos objetos. Até mesmo em estados ou cidades vizinhas.
      Obrigada pelo carinho.
      Sinta-se em casa. Bjs.

      Excluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).