21 de jun de 2012

Minhas polentas


Minhas polentas

              Gosto muito de polenta cremosa e polenta frita.
              Já tive oportunidade de dizer que a minha avó materna costumava fazer varias versões de um mesmo prato, no mesmo dia.
              Creio que ela fazia isso por causa da diversidade de paladares que ela queria agradar.
              Então, no dia do milho e do fubá, havia milho cozido, polenta cremosa como mingau, polenta mais firme, curau doce cremoso e mais firme e, às vezes, canjiquinha doce.
              Se não me falha a memória, até o angu de caroço (que sempre achei que fosse apenas uma expressão para designar problemas...) eu já vi na casa dela. Talvez tenha sido um acidente de percurso...
             De qualquer forma, ai vão as minhas receitas.


Minhas polentas 2

             Polenta 1:

             - 2 xícaras (das de chá) de fubá mimoso ou milharina;
             - 6 a 8 xícaras (das de chá) de água;
             - 2 sachês de tempero pronto ou 2 cubinhos de caldo de carne;
             - 1 cebola ralada;
             - 2 dentes de alho;
             - 2 colheres (das de sopa) de óleo;
             - sal e pimenta do reino a gosto.

             A quantidade de água vai depender da cremosidade que você deseja.

Minhas polentas 3

             Aqueça o óleo e refogue a cebola e o alho, sem deixar dourar.
             Dissolva os sachês de temperos em pó (ou os cubinhos de caldo de carne) e o fubá ou milharina na água, à parte, acerte o sal e a pimenta e coloque na panela com o alho e a cebola.
             Mexa até soltar do fundo da panela.
             Se gostar, substitua 1 xícara de água por uma lata de creme de leite.
             Passe para uma travessa.
             Espalhe o molho preferido, polvilhe queijo ralado e leve para gratinar.


Minhas polentas 4

              Molho 1:

              - 500 g de carne moída;
              - 500 ml de molho de tomate;
              - azeite a gosto
              - 1 cebola ralada;
              - 2 dentes de alho;
              - 2 colheres (das de sopa) de óleo;
              - sal e pimenta do reino a gosto;
              - 1/2 colher (das de café) de canela em pó;
              - cheiro verde a gosto.

              Aqueça o azeite e refogue a carne sem nenhum tempero, nem mesmo sal.

Minhas polentas 5

              Junte a cebola e o alho ou use pasta de alho e um mix de temperos batidos no liquidificador.
              Só então junte o sal, a pimenta e a canela, refogue mais um pouco.
              Acrescente o molho de tomate e deixe apurar.
              Junte azeitonas verdes picadas a gosto.
              Desligue o fogo.


              Molho 2:

              - 500 g de coração de boi;
              - 300 g de fígado de boi;
              - 500 ml de molho de tomate;
              - 1 cebola ralada;
              - 2 dentes de alho;
              - 2 colheres (das de sopa) de óleo;
              - sal e pimenta do reino a gosto;
              - 1 raminho de alecrim;
              - cheiro verde a gosto.

              Nunca tivemos o hábito de comer miúdos de boi aqui em casa.
              No máximo, o fígado.
              Mas aprendi a comer coração de boi com minha sogra (e dobradinha).
              Corte o coração de boi em cubinhos e refogue com a cebola e o alho.
              Cubra com água e deixe cozinhar até ficar macio.
              Acrescente o fígado também picadinho, junte o sal e a pimenta e deixe cozinhar.
              Junte o molho de tomate e o alecrim e deixe apurar.
              Acrescente o cheiro verde e desligue o fogo.




Polenta gratinada

             Polenta 2:

             - 2 xícaras (das de chá) de fubá mimoso;
             - 8 xícaras (das de chá) de água;
             - 2 sachês de tempero pronto;
             - 1 cebola ralada;
             - 2 dentes de alho;
             - 2 colheres (das de sopa) de óleo;
             - sal e pimenta do reino a gosto;
             - 1 lata de creme de leite;
             - 1 copo de requeijão cremoso;
             - 300 g de queijo de coalho ou minas em cubos;
             - 4 bolachas água e sal trituradas;
             - 200 g de queijo parmesão ou provolone ralado.

             Aqueça o óleo e refogue a cebola e o alho, sem deixar dourar.
             Dissolva os sachês de temperos em pó e o fubá na água, à parte, acerte o sal e a pimenta e coloque na panela com o alho e a cebola.
             Mexa até soltar do fundo da panela.
             Acrescente o creme de leite e o requeijão e desligue o fogo.
             Espalhe metade desta massa em uma travessa.
             Espalhe metade do molho e os cubos de queijo de coalho ou minas.
             Espalhe o molho restante.
             Misture as bolachas trituradas com o queijo ralado e polvilhe por cima.
             Leve ao forno para gratinar.
           
              Molho 1:


              - 500 g de carne moída;
              - 1 linguiça calabresa picada;
              - 500 ml de molho de tomate;
              - 1 cebola ralada;
              - 2 dentes de alho;
              - 2 colheres (das de sopa) de óleo;
              - sal e pimenta do reino a gosto;
              - 1/2 colher (das de café) de canela em pó;
              - cheiro verde a gosto.


              Frite a cebola e o alho.
              Coloque a linguiça e deixe fritar bem.
              Junte a carne moída e refogue até mudar de cor.
              Só então junte o sal e a pimenta, refogue mais um pouco.
              Acrescente o molho de tomate e deixe apurar.
              Junte a canela e o cheiro verde.
              Desligue o fogo.

 

Polenta frita 1
          
              Polenta frita:

              - 1 xícara (das de chá) de fubá mimoso;
              - 2 xícaras (das de chá) de água;
              - 1 sachê de tempero em pó ou 1 cubinho de caldo de carne;
              - sal e pimenta a gosto.

              A polenta frita é a mais fácil de fazer, já que não há temperos para refogar.
              Gordura atrai gordura e para não ficar com uma polenta encharcada de óleo,  prefiro fazê-la sem refogar cebola e alho.
              Se usar o cubinho de caldo, esfarele-o na panela.

Polenta frita 2

              Misture todos os ingredientes e leve ao fogo, mexendo sempre, até formar uma massa grossa e pesada que solte do fundo da panela. Assim ela fica bem firme.
              Passe para uma assadeira ou para potinhos plásticos.
              Eu costumo usar potinhos plásticos.
              Deixe a polenta esfriar e leve para gelar.
              Corte em palitos, cubos grandes ou pequenos e frite.
              Escorra sobre papel toalha.

Para ver outras receitas de polentas, fritadas e omeletes acesse o Índice 5.



Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


2 comentários:

  1. devido a nossa parceria e as vizitas vinda desste blog, reservei um lugar destaque para ele
    bjss ett
    http://filmes-xat-radio-max-amigoss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. @et_marciano:l Oi, ett.
    Fico feliz em saber.
    Acho que é hora de fazermos parceria com meu outro blog, o Aconchego e descanso.
    Vou colocar teu banner lá.
    Valeu, bjs. :l

    ResponderExcluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).