12 de dez de 2012

Bagels


Bagels

              Conheci esta receita quando resolvi experimentar uma dieta da moda, sabe aquela?
              A das frutas!!!!!!!!!! Depois de 1 ou 2 semanas comendo só frutas, é permitido comer uma unidade, corrigindo, pode-se comer 3 1/2 unidades deste pãozinho.
              Como eu nunca tinha visto ou ouvido falar deste pãozinho, fiquei sem prová-lo.
              Mas a curiosidade foi tamanha que não pude deixar de pesquisá-lo assim que tive um notebook nas mãos.
              E achei a receita muito interessante e curiosa.
              A autora desta receita é Teresa Cristina.
              A dieta??????? Por uma semana ou 2 ou 3 dias é ótima, mas é impraticável por mais tempo.
              O ideal, sempre, é uma reeducação alimentar e estou tentando.
              O chá de folhas de amoras está me ajudando muito, principalmente a comer menos doces. Parece que o chá diminui a necessidade ou o desejo por doces. Experiencia minha.

             "Gentem!!!!!" Quero fazer uma correção muito importante.
              Eu coloquei ai em cima que a dieta é ótima por 1 semana ou por 2 ou 3 dias, mas eu realmente me precipitei. Há muitos alimentos que há 15, 20 anos atrás eram intragáveis para mim e eu engasguei com alguns destes alimentos.
              Aliás, em algumas postagens já mencionei doces e salgados que eu simplesmente não conseguia comer, mas que hoje já fazem parte de meu cardapio.
              E como eu estava passando por alguns momentos muito dificeis na minha vida acabei associando o desconforto que passei por causa destes alimentos da dieta com o desconforto causado por estes momentos.
              Quando fiz a dieta, eliminei 5 kg já na primeira semana e anos mais tarde comprei o livro mais uma vez para tentar de novo a dieta. Novamente não consegui. Mas não pela dieta em si. Tanto que pesquisei até encontrar uma receita contida no livro. E vou testar outras receitas.
              A dieta sobre a qual estou falando é "A dieta de Beverly Hills" e na minha pesquisa por mais receitas do livro, encontrei um grupo que segue esta dieta no Facebook.
              Quem quiser conhecer mais sobre a dieta procure o grupo www.facebook.com/ADietaDeBeverlyHills, que vocês serão muito bem recebidos.
              Ah! Na mesma época em que fiz a dieta uma tia-avó de 85 anos também fez e se deu muito bem!
              Vou acrescentar a receita de bagel do livro.


Bagels

              Receita 1:

              - 15 gramas de fermento biológico fresco;
              - 3 colheres (das de sopa) de açúcar;
              - 1/2 xícara (das de chá) de leite morno;
              - 5 colheres (das de sopa) de óleo de canola;
              - 1 ovo + 1 clara;
              - 1 colher (das de chá) de sal;
              - 420 gramas de farinha de trigo;
              - 1 gema (para pincelar).

              Em uma tigela coloque o fermento com o açúcar. Misture para dissolver o fermento.
              Adicione o leite, o óleo, o ovo, a clara, o sal e 3 xícaras (chá) de farinha de trigo, aos poucos, para  obter uma massa firme que possa ser sovada.
              Enfarinhe uma superfície lisa e sove a massa por alguns minutos. Cubra com guardanapo e deixe fermentar por 1 hora ou até que dobre de volume.
              Faça um cordão com a massa e divida em 10 porções.
              Modele bolinhas e deixe fermentar por mais 30 minutos.
              Para ver as imagens de como preparar o fermento e a massa acesse Segredos para fazer um pão de qualidade.

Bagels

              Com os tres dedos fure cada bolinha, abrindo um buraco para dar o formato de anel aos bagels.
              Em uma panela grande, ferva água e cozinhe de 2 a 3 bagels de cada vez, 2 minutos de cada lado.
              O cozimento em água deixa o pão mais leve.
              Com o auxilio de uma escumadeira retire, escorra e coloque na assadeira.
              Pincele todos com a gema e leve ao forno pré-aquecido à temperatura alta (200 ºC) para assar e dourar.
              Se gostar, polvilhe sementes (girassol, papoulas...) ou ervas finas depois de pincelar gema. Eu coloquei gergelim em apenas um.
              Depois de assados e frios, embale em saco plástico sem ar e etiquetado.
              Leve ao freezer por até 3 meses.
              Descongele à temperatura ambiente 2 horas antes de servir.
              Corte e recheie.


Bagels da dieta de Beverly Hills
         
              Receita 2:
              do livro "A dieta de Berverly Hills"

              - 1 pacotinho de fermento ou 30 g de fermento biológico fresco;
              - 1 1/2 xícaras (das de chá) de água quente;
              - 4 xícaras (das de chá) de trigo comum;
              - 1/2 xícara (das de chá) de trigo integral;
              - 2 colheres(das de sopa) de farelo;
              - 6 litros de água fervendo.

              Dissolva o fermento em 1/2 xícara de água.
              Cubra, coloque em lugar quente e deixe repousar pó 15 minutos.
              Junte a mistura do fermento e a xícara remanescente a mistura do trigo/farelo, para fazer uma massa macia.
               Amasse por 5 minutos.
               Sove a massa e divida-a em 8-10 pedaços e, abrindo-os, junte as extremidades de casa um, formando um circulo.
               Ou modele broas e depois encaixe 4 dedos no centro para formar um anél.

Bagels da dieta de Beverly Hills

               Cubra e deixe crescer por 20 minutos.
               Despeje os bagels na água fervendo por um minuto.
               Transfira-os para um bandeja de forno, não engordurada.
               Asse á temperatura de 350°F (150°c) durante 30 minutos, até ficarem acastanhados.
               Variação: Frite 1/4 de xícara de cebola picada em manteiga sem sal e espalhe-a sobre os bagels, antes de assá-los.

                Sugestão:

                Como este pão é parte integrante de uma dieta, não leva nem ovo, nem manteiga ou margarina.
                E os farelos integrais deixam a massa muito pesada.
                Por isso, sugiro que façam a massa com 3 1/2 xícaras, das de chá, de farinha de trigo refinado e façam a massa biga abaixo, qe nada mais é do que uma pré-fermentação ou uma massa mãe, com 1 xícara, das de chá, de farinha de trigo integral.
                É só preparar a massa como descrito abaixo, deixe crescer por 24 e prepare o pão como descrito acimo.


Bagels da dieta de Beverly Hills
     
                O pão fica mais fácil de modelar e fica um pouco mais leve.
               

Massa biga com trigo integral

               Massa biga:

               - 1 xícara (das de chá) de farinha de trigo integral;
               - 1/2 xícara (das de chá) de água;
               - 1/4 do tablete de fermento biológico fresco.

               Misture todos os ingredientes e deixe descansar, em temperatura ambiente, por 24 h.
               Se estiver usando o fermento seco, coloque uma colherinha, das de chá, na farinha e misture a água.

Massa biga com trigo integral

               Ela não cria bolhinhas como a de farinha refinada, mas cresce bem.

 
              Minhas sugestões: sove muito mais do que 5'. O farelo de trigo e a farinha integral são muito pesados e se sovar pouco o pão vai ficar pesado.
              Creio que para os efeitos da dieta sovar mais um pouco a massa, não vai alterar em nada.
              Na minha experiencia com pães, 1 envelope de fermento biológico seco corresponde a 30 g de fermento biológico fresco. Mesmo assim, esta quantidade a mais de fermento, por si só, não é suficiente para fazer a massa crescer mais.
              Cozinhe os bagels por 2' de cada lado, como na primeira receita. Se não virar o bagel na água fervente, ele pode ficar meio cru por dentro.
              Deixe crescer por mais tempo. Na receita é indicado 20'. Eu dobraria este tempo.
              A receita não pede, mas pincelei uma gema de ovo, já que não estou fazendo a dieta.
              Mesmo assim o pão não dourou muito, não.

              Quero agradecer ao grupo A dieta de Beverly Hills, por disponibilizar a receita e pela recepção no grupo.

              Andei pesquisando a origem dos bagels, mas há muita controversia sobre o pais de origem, mas uma coisa é certa é um pão de origem judaica.
              E vi muitas receitas que levam pó de malte e/ou xarope de malte na receita. Como na cidade em que moro atualmente não tem nenhum dos dois, deixo apenas o registro aqui e a promessa de um dia fazer a receita com o malte e postar o resultado.
              Para quem tem acesso a estes ingredientes acrescente 1 1/2 colher de xarope de malte na massa acima e 1/2 colher de xarope de malte na água do cozimento ou 1 colher, das de sopa, de açúcar mascavo.
              Se preferir, substitua 1 1/2 colher de xarope de malte da massa por 2 colheres, das de chá, de pó de malte.
              Em outra receita, o autor acrescentou 1 colher, das de sopa, de bicarbonato de sodio na água do cozimento.

    Para ver outras receitas de pães acesse o Índice 7.


 


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


Nenhum comentário:

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).