12 de dez de 2012

Pudim de amoras



Pudim de amoras

               Eu amo a cor de geleias de jabuticaba e de amoras, além do sabor, é claro.
               Então achei que um pudim de amoras com calda da mesma fruta iria ficar maravilhoso.
               Até porque o gosto azedinho da fruta combina muito bem e neutraliza um pouco o doce do leite condensado.
               O pudim ficou perfeito, o doce no ponto certo.
               Só achei que ficou uma textura entre um mousse enformado e pudim.
               As claras "diluem" um pouco a textura do pudim e as gemas encorpam qualquer creme e o deixam aveludado, como eu penso que deve ser todo o pudim.
               Portanto, da próxima vez vou fazer o pudim só com as gemas.
               E como tenho feito ultimamente, fiz o pudim na cuscuzeira, ou melhor, usei meu escorredor de macarrão. Continuo achando um desperdicio de gás ligar o forno para colocar apenas uma forma de pudim.

Pudim de amoras
    
               Ingredientes:

               - 1 lata de leite condensado;
               - a mesma medida de polpa de amoras concentrada;
               - 3 ovos inteiros + 3 gemas (ou só 6 gemas).

               Para preparar a polpa de amoras, ferva as amoras com pouquíssima água.
               As amoras têm muito suco e logo no inicio da fervura já vão soltar este suco.
               Por isso, lave muito bem 1 kg de frutas e leve para ferver, em panela tampada, com apenas 100 ml de água.
               Ferva por 3' a 5' e bata, no liquidificador, tornando a levar ao fogo até que toda a espuma que se forma na fervura desapareça e o suco encorpe.
               Deixe esfriar.


Pudim de amoras

               Coloque  todos os ingredientes no liquidificador e bata.
               Despeje o creme em uma forma untada com margarina e polvilhada com açúcar.
               Eu optei por untar e polvilhar açúcar porque minha intenção era servir o pudim com calda de amoras e achei que caramelar a forma com o caramelo tradicional iria destoar, os sabores iriam "brigar".
               Cubra com papél aluminio, encaixe a forma em um escorredor de macarrão ou cuscuzeira, encaixe sobre uma panela com água fervente e leve ao fogo por 1 h e 20', ±.
               Cuidado, se estiver usando um escorredor de macarrão, para nivelar bem a forma, para que um lado do pudim não fique maior do que o outro.
               Deixe esfriar e leve para gelar.
               Desenforme e sirva com a calda de amoras.

               Calda de amoras:

               Meça a quantidade de polpa de amoras e acrescente a metade desta medida em açúcar.
               Leve ao fogo até encorpar.
               Se quiser fazer geleia, é só deixar mais tempo no fogo, até chegar no ponto.
               Para testar o ponto de geleia, quando começar a prepará-la coloque um pratinho no congelador.
               Quando a geleia não estiver mais fazendo espuma e as bolhas da fervura estiverem grandes, pingue uma colher de chá de geleia no pratinho hiper-gelado e leve ao congelador por 1'.
               Vire o pratinho. Se a geleia não escorrer, está no ponto.
               O ponto da calda, que fica excelente também em sorvetes, é um pouco antes do ponto de geleia, ou seja, ao colocar uma porção no pratinho hiper-gelado, o doce deve escorrer fácil.

      Para ver outras receitas de pudim acesse o Índice 1.



Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


Nenhum comentário:

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).