17 de abr de 2013

Coco germinado


Coco germinado
        
                 Hoje a postagem é uma curiosidade, não há receitas.
                 Pedi à minha filha para comprar 3 cocos secos para mim, porque quero fazer farinha de coco.
                 Já usei muito um produto indstrializado cujo nome era coco em pó, mas onde moro é impossível comprar.
                 Gostei muito do coco em pó nas receitas de pão e gosto demais de todos os subprodutos do coco: água, gordura, leite, artesanato.

                 E de vez em quando, gosto de experimentar receitas mais leves e funcionais.
                 Foi assim que descobri a receita de um mix de farinhas sem glúten.
                 São 5 ou 6 farinhas  diferentes e mais 2 ingredientes (Já estou experimentando e logo vou postar a  receita no blog. Quero fazer cada farinha em casa justamente porque muitas pessoas podem ter o mesmo problema que eu: morar em uma cidade com um mercado limitado).
                 Então, além de já ter usado a o coco em pó nas minhas receitas, ainda tenho novas receitas para experimentar.
                  Já extraio o leite do coco desde sempre, já que mainha é de Pernambuco e a mãe dela de Alagoas e vovó tinha um coqueiro maravilhoso em casa, aprendi recentemente a fazer leite condensado de coco e a extrair a gordura de coco, que também era "figurinha carimbada" na casa da vó.
                   Por isso os 3 cocos.

                    Mas um destes cocos vei premiado.
                    Eu já sabia que as mudas de coqueiros surgem a partir do proprio coco maduro.
                    Minha filha ganhou uma muda linda que já está com mais de 5 m de altura.
                    Só que eu nunca havia visto um coco germinado.

Coco germinado

                    Até que resolvi abrir meus cocos.
                    O primeiro que peguei tinha um tufinho saindo exatamente do ponto  por onde extraimos a água. No começo achei que o coco havia sido mal descascado.
                    Mas retirei o tufinho e nada da água sair.
                    Acabei furando mais fundo, retirei a água e abri o coco.
                    Lá dentro o presente: a vida se renovando.
                    Como eu furei esta "semente", se é que pode se chamar assim, já que todo o coco acaba virando uma semente, não sei se posso plantar esta parte do coco.
                     A muda que minha filha ganhou já tinha algumas folhas e raizes saindo do coco.
                     Também não sei se posso consumir a polpa da outra parte do coco que, como todos podem ver pela foto, está maravilhosa, bem carnuda e bem branquinha.
                     Vou pesquisar para saber mais sobre alimentos germinados. Sei que alguns são excelentes para consumo e outros já são contra-indicados.

                      De qualquer forma fica ai o registro e a dica: se o coco seco do mercado apresentar este "umbigo", aquele coco já está se preparando para gerar um novo coqueiro e já pode vir com surpresinha.
                      Se você, como eu, ainda não sabe se é possível consumir este coco (a água estava com gosto ruim) e não pretende plantar um coqueiro no jardim, é melhor escolher outro coco.

                       Aguardem a receita do mix de farinhas sem glúten com o passo-a-passo de cada farinha.
   

Para ver outras dicas, curiosidades e técnicas acesse o Índice 1.
Para ver outras receitas de compotas e genéricos acesse o Índice 3.




Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


4 comentários:

  1. Amei Gisa ! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo pode comer sim é uma delícia eu nunca comi mas já vi muito o pessoal falar que como coloqueu um pra germinar e pesquisei ache seu posto. .. Gratidão querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou. Lê.
      Muito obrigada por teu carinho.
      Um grande beijo e seja sempre bem-vinda. 🌹

      Excluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).