17/04/2013

Coxa e sobrecoxa desossadas e recheadas


Coxa e sobrecoxa recheadas


                Dia desses vi, muito rapidamente, alguém ensinando a desossar um frango inteiro.
                Quando a familia estiver reunida, vou tentar fazer.
                Mas me lembrei de que já fiz coxa e sobrecoxa desossadas.
                Na verdade, retirei a pele inteira da coxa e sobrecoxa e preenchi com um recheio caprichado, refazendo, o melhor possível, o formato das peças.
                Nas primeiras vezes que fiz a receita, misturei coalhada seca no recheio.
                Desta vez, misturei maionese.
                Hum!!!!!!! Ficou maravilhosa!!!!!
                A maionese amacia a carne e curiosamente o frango picado ficou extremamente macio e os pedacinhos de calabresa ficaram muito crocantes.
                Vale muito experimentar!




Coxa e sobrecoxa recheadas


                Ingredientes:

                - 2 coxas e sobrecoxas com a pele;
                - 50 g de linguiça calabresa em cubinhos;
                - 1/2 lata de milho verde;
                - champinhons e azeitonas picadas a gosto;
                - cheiro-verde a gosto;
                - 1 cebola ralada;
                - sal puro ou mix de sal e ervas;
                - 1/2 sachê de maionese;
                - 2 dentes de alho;
                - 1 tirinha de pimentão bem picadinho;
                - fubá e limão para limpar o frango.

                Coloque as coxas inteiras em uma bacia e coloque uma porção de fubá.
                Esfregue o fubá em todo o pedaço de frango, com cuidado para não rasgar a pele.
                O fubá ajuda a soltar qualquer resquicio de pele amarela ou penugem que tenha ficado no frango.
                Lave em água corrente, retirando todo o fubá.
                Esprema o limão sobre o frango e torne a enxaguar. Isto vai suavizar o cheiro característico do frango.

Coxa e sobrecoxa recheadas

                Solte a pele da peça com muito cuidado para não rasgá-la.
                Procure comprar peças grandes, com mais pele para poder envolver bem o recheio.

Coxa e sobrecoxa recheadas

                 Reserve a pele e desosse a coxa e sobrecoxa, picando-as logo a seguir.
                 Junte os champinhos, as azeitonas e o milho aos pedacinhos de frango.
                 Junte a maionese, o cheiro-verde, o alho, o pimentão, a cebola e o sal ou sal com ervas.
                 Eu usei o sal com ervas porque tenho tentado diminuir o consumo de sal aqui em casa.
                 E como a maionese e a linguiça contém sal, é melhor não abusar.
                 Preencha a pele com o recheio, procurando dar o formato original da coxa e sobrecoxa.
                 Coloque as peças recheadas em uma assadeira untada com maionese e passe uma leve camada de maionese sobre a pele.
                 Leve para  assar até dourar.
                 A pele fica levemente pururucada.




Coxa e sobrecoxa recheadas

                 Se quiser fazer porções menores:
               
Coxa e sobrecoxa recheadas

                Para fazer porções menores, corte a parte da ponta da coxa, abrindo-a e formando um retângulo irregular de pele.
                Coloque uma porção de recheio e embrulhe como um pacotinho.
                Coloque na assadeira untada com maionese e leve para assar até dourar.


    
                 Eu estava há anos procurando a receita deste sal, porque já havia escutado que as ervas desidratadas escolhidas compensavam a falta de sal.
                  E eu não queria simplesmente novos sabores, eu queria o sabor do sal, sem os malefícios do excesso de consumo.
                  E fiquei agradavelmente surpresa.
                  O sal entra na composição do mix, em uma proporção pequena, mas os outros ingredientes devem conter sais naturais que compensam esta diminuição.
                  A sensação é a de que não diminuimos em nada a quantidade de sal.
                  E o melhor: passamos a sentir mais o sabor de todos os alimentos, inclusive doces e frutas.
                  Aliás, por algum motivo qualquer (talvez até a surpresa de que podemos nos alimentar melhor e com o mesmo prazer), até diminuimos o consumo de açúcar.

                  Só que nem tudo é perfeito!
                  Não, a receita não tem defeitos, não.
                  O problema é que meu arroz de todos os dias é feito apenas com alho e oleo.
                  Eu tentei, juro que tentei... por uma semana...  tentei usar este mix de sal no arroz.
                  Mas voltei para a minha velha receita: alho, oleo e sal.
                  Em menor quantidade.
                  Reservei este mix para outras preparações e para o arroz dos dias de festa.




Mix de sal e ervas desidratadas


                Mixl de ervas e sal:

                - 1 colher (das de sopa) de sal;
                - 3 colheres (das de sopa) de louro;
                - 1 colher (das de sopa) de orégano desidratado;
                - 1 colher (das de sopa) de manjericão desidratado;
                - 1 colher (das de sopa) de alecrim desidratado.

                Bata tudo no liquidificador


Para ver outras receitas com aves e de temperos e molhos acesse o Índice 4.



Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Se desejar incluir uma imagem de uma receita testada ou vídeo ou mesmo usar um emoticon, basta colocar a url da imagem ou vídeo no texto do comentário.
Para achar a url clique na imagem ou vídeo com o botão direito do mouse e depois clique em "Copiar endereço da imagem".
Imagens, vídeos ou comentários ofensivos não serão publicados. Discordar é saudável, ofender não.
Seja sempre muito bem-vindo(a).

10 comentários:

  1. Gi,

    Eu adoro sobrecoxa... gostei muito da dica do mix de ervas. Vou usar. Sabe informar quando tempo posso guardar este mix?

    Obrigada,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Si.
      E esta sobrecoxa ficou especial.
      O mix realmente é muito bom, realmente você consegue diminuir a quantidade de sal.
      Como as ervas são desidratadas e o sal é um conservante natural, você pode guardar o mix por até 1 ano, se não tiver problemas com mofo onde você mora (aqui eu tenho, por mais cuidado que tenha em manter tudo sequinho).
      Procure fazer uma quantidade para 1 mês ou 2, para aproveitar melhor o aroma das ervas, mas ele dura mesmo até 1 ano.
      Beijão.

      Excluir
  2. Hum!!! Está com cara de delicioso,amo frango, só que não sei mexer com ele! Como tirar aquele cheiro horrível que eles tem? Uso vinagre,limão,alho e não consigo tirar esse mal cheiro.
    Beijos amiga, se você tiver uma dica me manda por favor,te agradeço desde já querida, tenha um bom dia.:r

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Oi, querida.
      Você sabe que este cheiro nunca me incomodou?
      Bom, você já experimentou limpar o frango com fubá, como mostro na receita, antes de esfregar o limão?
      De resto você já listou tudo o que eu sabia: limão, alho, ferver com vinagre.
      Agora, para tirar o cheiro forte das mãos, além do limão, você pode esfregar uma colher de aço inox como se fosse sabonete. Funciona.
      Aliás, existem "sabonetes" de inox à venda em lojas de utensílios para casa. É só usar como um sabonete comum.
      Não sei porque, mas que funciona, funciona.

      Tai, nunca experimentei isso no frango e acho uma boa ideia.

      Resumindo: depois de fazer um peeling no frango com o fubá, até a pele ficar clarinha, eu esfrego limão. Algumas pessoas fervem com água e vinagre, mas neste caso, em que usamos a pele crua, não sei se vai pururucar depois.

      Beijão, querida, e uma bela tarde para você.

      Excluir
  3. Amei as dicas querida,agradeço o seu carinho e atenção.
    Beijos minha amiga:g

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre às ordens, minha querida.
      Dividir o que sei é uma das minhas paixões e aprender também...
      Beijos mil.

      Excluir
  4. Huuum, isso está pra lá de apetitoso, tenho algumas coxas e sobrecoxas no congelador, já tenho destino certo para elas! Amei essa receita. Só fiquei com uma dúvida, a que temperatura devo por pra assar? Média, baixa ou alta?

    * Anne *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anne.
      Você está vendo que tem outros cortes além das carnes secas??? rsrsrsrsrs
      Bom, a temperatura vai depender mais do seu forno.
      Como a carne é picada, ela assa até bem rápido. Meu fogão é de 6 bocas, então concentra menos o calor do que um forno de um fogão de 4 bocas.
      Há fornos inclusive, que não douram os assados.
      Sugiro que deixe 10 minutos em forno médio e depois aumente para temperarura alta, mas no final é a observação do seu forno que vai determinar a temperatura.

      Excluir
  5. Realmente, nas receitas mais antigas - após o truque para fazer a carne seca em casa -
    tem mais receitas com outros cortes, rsrsrs.

    Não havia pensado nisso, sempre esqueço que cada forno é uma sentença, vou ficar de olho para não passar do ponto ou ficar crua. :)

    * Anne *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrsrs
      Por causa das diferenças de fogões, às vezes o mesmo modelo pode variar de rendimento, e de alimentação do fogo (gás de rua, gás de cilindro, gás de botijão, fogão elétrico, etc...) também não gosto de dar tempo de preparo. Cada um destes fogões tem um rendimento, então podemos apenas sugerir um tempo e temperatura. Mas, depois que aprendemos este segredinho, fica fácil conhecer nosso fogão.

      Excluir