17 de abr de 2013

Coxa e sobrecoxa desossadas e recheadas


Coxa e sobrecoxa recheadas


                Dia desses vi, muito rapidamente, alguém ensinando a desossar um frango inteiro.
                Quando a familia estiver reunida, vou tentar fazer.
                Mas me lembrei de que já fiz coxa e sobrecoxa desossadas.
                Na verdade, retirei a pele inteira da coxa e sobrecoxa e preenchi com um recheio caprichado, refazendo, o melhor possível, o formato das peças.
                Nas primeiras vezes que fiz a receita, misturei coalhada seca no recheio.
                Desta vez, misturei maionese.
                Hum!!!!!!! Ficou maravilhosa!!!!!
                A maionese amacia a carne e curiosamente o frango picado ficou extremamente macio e os pedacinhos de calabresa ficaram muito crocantes.
                Vale muito experimentar!




Coxa e sobrecoxa recheadas


                Ingredientes:

                - 2 coxas e sobrecoxas com a pele;
                - 50 g de linguiça calabresa em cubinhos;
                - 1/2 lata de milho verde;
                - champinhons e azeitonas picadas a gosto;
                - cheiro-verde a gosto;
                - 1 cebola ralada;
                - sal puro ou mix de sal e ervas;
                - 1/2 sachê de maionese;
                - 2 dentes de alho;
                - 1 tirinha de pimentão bem picadinho;
                - fubá e limão para limpar o frango.

                Coloque as coxas inteiras em uma bacia e coloque uma porção de fubá.
                Esfregue o fubá em todo o pedaço de frango, com cuidado para não rasgar a pele.
                O fubá ajuda a soltar qualquer resquicio de pele amarela ou penugem que tenha ficado no frango.
                Lave em água corrente, retirando todo o fubá.
                Esprema o limão sobre o frango e torne a enxaguar. Isto vai suavizar o cheiro característico do frango.

Coxa e sobrecoxa recheadas

                Solte a pele da peça com muito cuidado para não rasgá-la.
                Procure comprar peças grandes, com mais pele para poder envolver bem o recheio.

Coxa e sobrecoxa recheadas

                 Reserve a pele e desosse a coxa e sobrecoxa, picando-as logo a seguir.
                 Junte os champinhos, as azeitonas e o milho aos pedacinhos de frango.
                 Junte a maionese, o cheiro-verde, o alho, o pimentão, a cebola e o sal ou sal com ervas.
                 Eu usei o sal com ervas porque tenho tentado diminuir o consumo de sal aqui em casa.
                 E como a maionese e a linguiça contém sal, é melhor não abusar.
                 Preencha a pele com o recheio, procurando dar o formato original da coxa e sobrecoxa.
                 Coloque as peças recheadas em uma assadeira untada com maionese e passe uma leve camada de maionese sobre a pele.
                 Leve para  assar até dourar.
                 A pele fica levemente pururucada.




Coxa e sobrecoxa recheadas

                 Se quiser fazer porções menores:
               
Coxa e sobrecoxa recheadas

                Para fazer porções menores, corte a parte da ponta da coxa, abrindo-a e formando um retângulo irregular de pele.
                Coloque uma porção de recheio e embrulhe como um pacotinho.
                Coloque na assadeira untada com maionese e leve para assar até dourar.


    
                 Eu estava há anos procurando a receita deste sal, porque já havia escutado que as ervas desidratadas escolhidas compensavam a falta de sal.
                  E eu não queria simplesmente novos sabores, eu queria o sabor do sal, sem os malefícios do excesso de consumo.
                  E fiquei agradavelmente surpresa.
                  O sal entra na composição do mix, em uma proporção pequena, mas os outros ingredientes devem conter sais naturais que compensam esta diminuição.
                  A sensação é a de que não diminuimos em nada a quantidade de sal.
                  E o melhor: passamos a sentir mais o sabor de todos os alimentos, inclusive doces e frutas.
                  Aliás, por algum motivo qualquer (talvez até a surpresa de que podemos nos alimentar melhor e com o mesmo prazer), até diminuimos o consumo de açúcar.

                  Só que nem tudo é perfeito!
                  Não, a receita não tem defeitos, não.
                  O problema é que meu arroz de todos os dias é feito apenas com alho e oleo.
                  Eu tentei, juro que tentei... por uma semana...  tentei usar este mix de sal no arroz.
                  Mas voltei para a minha velha receita: alho, oleo e sal.
                  Em menor quantidade.
                  Reservei este mix para outras preparações e para o arroz dos dias de festa.




Mix de sal e ervas desidratadas


                Mixl de ervas e sal:

                - 1 colher (das de sopa) de sal;
                - 3 colheres (das de sopa) de louro;
                - 1 colher (das de sopa) de orégano desidratado;
                - 1 colher (das de sopa) de manjericão desidratado;
                - 1 colher (das de sopa) de alecrim desidratado.

                Bata tudo no liquidificador


Para ver outras receitas com aves e de temperos e molhos acesse o Índice 4.




Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


8 comentários:

  1. Gi,

    Eu adoro sobrecoxa... gostei muito da dica do mix de ervas. Vou usar. Sabe informar quando tempo posso guardar este mix?

    Obrigada,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Si.
      E esta sobrecoxa ficou especial.
      O mix realmente é muito bom, realmente você consegue diminuir a quantidade de sal.
      Como as ervas são desidratadas e o sal é um conservante natural, você pode guardar o mix por até 1 ano, se não tiver problemas com mofo onde você mora (aqui eu tenho, por mais cuidado que tenha em manter tudo sequinho).
      Procure fazer uma quantidade para 1 mês ou 2, para aproveitar melhor o aroma das ervas, mas ele dura mesmo até 1 ano.
      Beijão.

      Excluir
  2. Hum!!! Está com cara de delicioso,amo frango, só que não sei mexer com ele! Como tirar aquele cheiro horrível que eles tem? Uso vinagre,limão,alho e não consigo tirar esse mal cheiro.
    Beijos amiga, se você tiver uma dica me manda por favor,te agradeço desde já querida, tenha um bom dia.:r

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Oi, querida.
      Você sabe que este cheiro nunca me incomodou?
      Bom, você já experimentou limpar o frango com fubá, como mostro na receita, antes de esfregar o limão?
      De resto você já listou tudo o que eu sabia: limão, alho, ferver com vinagre.
      Agora, para tirar o cheiro forte das mãos, além do limão, você pode esfregar uma colher de aço inox como se fosse sabonete. Funciona.
      Aliás, existem "sabonetes" de inox à venda em lojas de utensílios para casa. É só usar como um sabonete comum.
      Não sei porque, mas que funciona, funciona.

      Tai, nunca experimentei isso no frango e acho uma boa ideia.

      Resumindo: depois de fazer um peeling no frango com o fubá, até a pele ficar clarinha, eu esfrego limão. Algumas pessoas fervem com água e vinagre, mas neste caso, em que usamos a pele crua, não sei se vai pururucar depois.

      Beijão, querida, e uma bela tarde para você.

      Excluir
  3. Amei as dicas querida,agradeço o seu carinho e atenção.
    Beijos minha amiga:g

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre às ordens, minha querida.
      Dividir o que sei é uma das minhas paixões e aprender também...
      Beijos mil.

      Excluir
  4. Huuum, isso está pra lá de apetitoso, tenho algumas coxas e sobrecoxas no congelador, já tenho destino certo para elas! Amei essa receita. Só fiquei com uma dúvida, a que temperatura devo por pra assar? Média, baixa ou alta?

    * Anne *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anne.
      Você está vendo que tem outros cortes além das carnes secas??? rsrsrsrsrs
      Bom, a temperatura vai depender mais do seu forno.
      Como a carne é picada, ela assa até bem rápido. Meu fogão é de 6 bocas, então concentra menos o calor do que um forno de um fogão de 4 bocas.
      Há fornos inclusive, que não douram os assados.
      Sugiro que deixe 10 minutos em forno médio e depois aumente para temperarura alta, mas no final é a observação do seu forno que vai determinar a temperatura.

      Excluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).