5 de jun de 2014

Medalhão de mignon ao molho madeira com arroz à piamontese do Auli Neto

Medalhão ao molho madeira 1

               Gosto de ter e divulgar as receitas feitas por minha família.
               Sempre achei uma delícia como meus pais cozinhavam rodeados por seus filhos.
               Naturalmente meus filhos e sobrinhos eventualmente também vão para cozinha.
               Hoje a receita é de meu sobrinho Auli Neto, que fez um medalhão acompanhado de arroz à piamontese.
               Mas vamos deixar que ele conte a história.



               "História:
               Sempre fui observador de meus parentes que sempre tiveram talento para a culinária, porém nunca me interessei em praticá-la.
               Durante um namoro passado, percebi que meninas realmente se impressionam com homens que sabem cozinhar e isso se torna uma potente arma de sedução.
               Para impressionar minha amada, decidi fazer um almoço num sábado qualquer e pedi ajuda de um colega formado em culinária para preparar algo diferenciado que não fosse tão difícil.
               Modestia à parte, deu muito certo, todos gostaram e eu tomei gosto por essa arte.
               Seguem as receitas:"




Medalhão ao molho madeira 2


               Medalhão:

              - filet mignon ou carne de sua preferência (aproximadamente 1 KG);
              - azeite;
              - papel laminado;
              - temperos (sal,alho e pimenta do reino);
              - 1 lata de molho madeira pronto;
              - 1 pacote de champignon.

              Cortar o filé mignon como se fosse um rocambole, ou seja, fatias grossas e redondas.


Medalhão ao molho madeira 3

                Temperar com sal e alho (pode trocar o alho por alecrim para quem preferir). Forrar um tabuleiro com papel laminado, untar com azeite e levar a peças de filé para assar por alguns minutos... 
                O forno deve estar quente e em temperatura bastante alta.
                Esquente o molho madeira no fogo e misture os champignons.
                Quando a carne estiver ao ponto, distribuir em uma travessa e despejar o molho madeira bastante quente por cima.
                 Reserve.


Arroz à piamontese 1


               Arroz à piamontese:

               - 1 1/2 xícaras (das de chá) de arroz parbolizado ou de risoto (arbório);
               - 2 latas de creme de leite com o soro;
               - 1 pedaço de queijo provolone;
               - 1 pacote (100 g) de queijo parmesão ralado;
               - temperos (noz moscada,pimenta do reino, alho e açafrão);
               - manteiga / azeite.

               Cozinhar o arroz do jeito normal (morenar o alho com óleo, despejar o arroz com água quente e temperar com sal), porém, com mais água! Nota da tia: é para cozinhar o arroz como se cozinha macarrão, em muita água e deixando o arroz all dente.


Arroz à piamontese 2

               Quando o arroz estiver no ponto (nesse caso não estará tão solto quanto o normal) abaixar o fogo!
               Enquanto o arroz cozinha, despejar em panela grande o azeite e a manteiga.
               Quando a manteiga derreter, adicionar creme de leite. Em seguida, despejar os queijos e mexer até que eles derretam.
               Incluir a noz moscada e os outros temperos.
               Nesse momento, deve escorrer o arroz, retirar da água e despejar no creme que já está quente e cremoso.
               Cuidado ao mexer para não amassar, na verdade deve envolver o creme no arroz. Servir quente. Preparar próximo ao momento de servir.
               OBS: Quando o arroz estiver na metade do processamento de cozimento, já pode colocar a manteiga no fogo. Noz moscada é forte! Saborosa, mas pode ficar em evidência e esconder o gosto do prato.
                Cai muito bem em um jantar especial acompanhado de um bom vinho tinto.
                Aproveite!"

                Ah! A decoração com flores de tomate é da tia Gisa, mas qualquer um pode fazer. É muito simples como vocês podem ver no final desta postagem.


                Medalhão de miolo de alcatra:

Medalhão de alcatra 

                Bom, realmente é melhor fazer medalhões de filé mignon mesmo não só porque a carne é muito macia, mas também por causa do formato da peça do filé, o que facilita e muito o corte.
                Mas na falta de...
                Compre coxão mole, patinho ou, no meu caso, miolo de alcatra.
                Corte um grande bife com cerca de 2,5 cm de espessura.
                Depois, com auxílio de uma taça ou copo ou tigelinha, corte discos de carne.
                Em geral deve-se envolver o medalhão com uma fatia de bacon e amarrar com barbante para manter o formato do medalhão.
                Mas, como cortei com auxílio de uma taça, não precisei do barbante e como estamos cortando gordura, dispensei o bacon.
                Agora, se a ocasião é especial...



Flores de tomate 1


               Flores de tomate:

               - tomates suficientes para as rosas desejadas;
               - uma faquinha;
               - raminhos de salsinha.

               Escolha tomates maduros e firmes.

Flores de tomate 2

               É preciso descascar os tomates como se descascam laranjas.
               Corte, na parte oposta ao cabinho do tomate, um disco, sem soltá-lo do tomate.
               Continue descascando e formando uma tira única, girando o tomate e tomando cuidado para não partir a tira.
               Comece a enrolar pela ponta mais fina, a do final do corte.
               Quando terminar de enrolar toda a tira arrume, delicadamente, a rosa formada sobre o disco do ínicio da tira e coloque sobre o prato que quer enfeitar.



                Os molhos industrializados estão muito saborosos e são muito práticos, principalmente quando queremos dar mais atenção a quem está ao nosso lado do que às panelas.
                Costumo ter sempre algumas embalagens em casa.
                Mas, quem acompanha este blog sabe que gosto de ter as receitas caseiras e de oferecer várias opções de receitas.
                Até porque, quem cozinha regularmente, está sempre adaptando ou reinventando um prato, muitas vezes por contingências do momento.
                Então, aqui vai o modo de fazer do molho madeira, que é muito simples.

Molho madeira caseiro 1


               Molho madeira caseiro:

               - 1 kg de file mignon em filés;
               - sal a gosto;
               - mix de temperos: cheiro verde, cebola, pimentão e ervas finas liquidificados;
               - 1/2 copo (tipo requeijão) de água filtrada;
               - 1 copo (tipo requeijão) de vinho madeira ou tinto seco;
               - 2 colheres (das de sopa) de óleo;
               - farinha de trigo;
               - cogumelos fatiados a gosto.

               Tempere os filés, passe um pouco de farinha de trigo e frite ate dourar.

Molho madeira caseiro 2

               Depois de fritos, passe-os para uma travessa enquanto preparar o molho.
               Na frigideira onde fez os filés, acrescente um copo de vinho madeira ou tinto e a água.
               Deixe ferver por 2 minutos.
               Acrescente champignon fatiado e cozinhe mais 1 minuto.
               Junte os filés, deixe levantar fervura e sirva com uma salada crua, arroz branco ou arroz à piamontese.

Para ver outras receitas com carne vermelha, arroz ou queijos acesse o Índice 4.


Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


4 comentários:

  1. uau.. ficou divino

    ResponderExcluir
  2. @Anônimo
    :d Meu sobrinho Auli mandou muito bem, né?
    Agora outra sobrinha, com apenas 9 anos, já está criando o seu próprio blog.
    Logo, logo divulgo aqui.
    Obrigada pelo carinho.
    Beijos. :l

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito , vou fazer hoje ! obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza de que vai amar o resultado.
      Seja sempre bem-vinda.

      Excluir

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).