17 de mai de 2017

Sardinha assada



Sardinha assada 1

                Esta receita me foi passada por minha sogra, d Iracema, que aprendeu com a sua cunhada.
                Na verdade foi mais uma dica, já que costumávamos sempre preparar as sardinhas fritas, empanadas em fubá.
                Visitando a sua cunhada, minha sogra provou a sardinha cozida em panela de pressão, com um rico molho de tomate e sugeriu que eu fizesse assim também.
                É o clássico "ovo de Colombo". Tão simples...
                Enfim, para variar a sardinha nossa de todo fim de semana, faça assada no forno.
                Ah, sim! Assada no forno.
                Peixes cozinham tão rápido, né? Para que usar a panela de pressão se um pirex já vai à mesa?
                E nada mais prático para o fim de semana do que abrir um pote de molho de tomate caseiro, que você já preparou anteriormente, e montar um pirex com belas sardinhas.
                Incremente o molho com mais alguns temperinhos tais como coentro em sementes ou folhas, manjericão, pimenta do reino moída na hora... e o que mais agradar ao paladar.


Sardinha assada 2
             
                Ingredientes:

                - 500 ml de molho de tomate;
                - 1 kg de sardinhas limpas, sem cabeça e sem rabo;
                - temperos a gosto;
                - sal a gosto.

                 Bom, qualquer peixaria que se preze venderá as sardinhas prontas para cozinhar, sem vísceras, escamas e sem as cabeças.
                 Mas não seria euzinha se não fotografasse ao máximo todo o processo.
                 Felizmente, as escamas das sardinhas são fininhas e saem fácil, sem precisar nem de faca para raspá-las, basta puxar as escamas embaixo de água corrente que elas saem.

Sardinha assada 3

                Sem escamas, basta cortar a cabeça, fazer um corte na parte central da sardinha e retirar as vísceras, lavando muito bem em água corrente. Depois corte o rabo.
                Corrija o tempero do molho de tomates (usei meu molho de tomates básico), acrescentando ervas secas, pimentas ou ervas frescas, mas sem exagero. Tempero deve ressaltar o sabor dos alimentos e não mascará-lo. Tempero deve ser sutil.
                Lembrei de um comercial em que convidados de um jantar tentavam descobrir que erva havia sido acrescentada ao molho, até que alguém exclamava  "Tem gosto de manjerona!!!!". É essa ideia, instigar o paladar, sem sobrepujar o ingrediente principal, no caso, a sardinha.
                Faça uma camada de molho, uma camada de sardinhas limpas e outra camada de molho.
                Se o pirex for fundo o bastante, faça outra camada de sardinhas e de molho.
                Pensei em acrescentar azeitonas, como faço com a pescada, mas achei que não ia combinar tão bem.
                Cubra com papel alumínio e leve ao forno por 30 minutos.
Para ver outras receitas com peixes, aves ou carne vermelha acesse o Índice 4.




Print Friendly and PDF





Doe amor, doe VIDA! Doe medula óssea!
Clique na imagem abaixo e descubra onde:

Hemocentros


Nenhum comentário:

Sua opinião sobre o nosso espaço é muito importante.
Por isso sinta-se à vontade para registrá-la. Ou use esse espaço para tirar dúvidas ou deixar sugestões.
Seja sempre bem-vindo(a).