24/05/2011

Bolo capuccino


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Uma massa com uma combinação perfeita de café, chocolate e leite em pó.
              E na cobertura um creme com leite condensado, chocolate em pó, café e chocolate branco.


Bolo de café


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Massa preparada com azeite, chocolate em pó e café solúvel.
              E na cobertura uma ganache de café, chocolate amargo e rum ou conhaque.


Bolo doce de pupunha


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Pesquisando sobre o coquinho da pupunha, achei esta receita de bolo que me pareceu maravilhosa. Depois de preparar bolos a vida inteira (comecei com 10 anos e lá se vão... bem, deixa p'rá lá, tá? ) a gente acaba aprendendo algumas coisinhas.
              A receita é de Cênia Salles, mas eu encontrei a receita no blog Come-se, de Neide Rigo.
              Obrigada, Neide, por me permitir postar a receita aqui. Um dia eu hei de fazê-la.


Salpicão de atum


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Mais uma receita deliciosa enviada pela Kaoma.
              Valeu, querida!


23/05/2011

Bolo de pupunha e pirarucu


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     


              Recebi esta receita, enviada pela Kaoma.
              Amei a receita. Até porque acabei conhecendo um ingrediente novo e fiz uma pesquisa básica a este respeito.
              Aqui, no sudeste, quando ouvimos falar em pupunha logo pensamos em palmito, que é um produto nobre desta palmeira. Mas muitas vezes não nos lembramos que diversas palmeiras também fornecem coquinhos bem deliciosos. E sabemos menos ainda, como utilizá-los na culinária.
             Valeu, Kaoma, pelo presente e pelo carinho.



              Ingredientes:

              Massa:

              - 4 xícaras (das de chá) de farinha de trigo;
              - 1 envelope de fermento biológico seco;
              - 1 xícara (das de chá) de açúcar;
              - 1 colher (das de chá) de sal;
              - 1 1/2 xícaras (das de chá) de leite;
              - 4 ovos;
              - 1 xícara (das de chá) de óleo;
              - 6 pupunhas cozidas.

              Misture a farinha, o fermento, o açúcar e o sal. Reserve.
              Bata os ovos com o óleo, no liquidificador, por 5'.
              Ligue o forno na temperatura mínima.
              Acrescente o leite e a polpa de pupunha, à mistura do liquidificador, e bata até homogeneizar.
              Desligue o liquidificador e despeje a mistura sobre a mistura de farinha, misturando bem.
              Coloque a massa em assadeira untada e enfarinhada e deixe crescer, no forno já desligado e morno, até dobrar de volume.
              Religue o forno e asse o bolo por 30' ±.
              Faça o teste do palito. Se sair seco, o bolo está pronto.
              Deixe esfriar.


              Recheio:

              - 400 g de pirarucu dessalgado;
              - azeite a gosto;
              - 2 dentes de alho picados;
              - 1 xícara (das de chá) de cebolinha picada;
              - 1 cebola media picada;
              - 1 envelope de realçador de sabor;
              - 100 g de azeitonas picadas;
              - 1 pimentão pequeno picado;
              - 1 caixinha de creme de leite;
              - 1 xícara (das de chá) de cheiro verde picado.

              Desfie o pirarucu. Aqueça o azeite e refogue o alho, a cebola e o pirarucu.
              Coloque o realçador de sabor, as azeitonas e o pimentão. Refogue mais um pouco.
              Acrescente o creme de leite e, quando levantar fervura, acrescente o cheiro verde e a cebolinha e desligue em seguida.
             Corte o bolo ao meio, formando duas placas.
             Coloque uma das placas sobre um prato e espalhe o recheio por cima.
             Cubra com a outra placa, espalhe a cobertura e decore com batata palha e azeitonas.


              Cobertura:

              - 200 g de catupiry;
              - 200 g de maionese.

              Misture os dois.

              Para cozinhar os coquinhos da pupunha:
              Lave bem os coquinhos e coloque em uma panela, com água e sal. Cozinhe por 1 h. Pelo tempo, sugiro que se cozinhe em panela de pressão.
             Deixe amornar e descasque, puxando a pele da parte inferior para cima. Corte ao meio e retire as sementes, se a espécie que você tem às mãos, as possuir.
             Passe a polpa por uma peneira para reter possíveis fiapos, comuns em algumas espécies.

    Para ver outras receitas de peixes acesse o Índice 4.
    Para ver outras receitas de bolos salgados acesse o Índice 5.



Pão sírio e similares


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Sexta-feira fiz coalhada seca.
              Faço sempre, mas a de sexta-feira estava especial. Cremosa na medida certa. Ela ficou parecendo aquele queijinho do comercial da família de anjos que dividia seu café da manhã com um coral de anjos que ensaiavam na nuvem vizinha. Acho que vocês se lembram, né?
              Um queijinho que também dá nome à uma cidade norte americana e à um filme com Tom Hanks. É, esse mesmo.
              Minha coalhada seca não fica devendo nada à este queijo. Muito pelo contrario, é quase 70% mais barato e é muito rápido de fazer.


19/05/2011

Bolo de amendoim com ganache mista


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Bolo com massa de amendoim e farinha de rosca, coberto com uma ganache feita com chocolate ao leite e chocolate branco.


Bolo de ameixa com doce de leite


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Bolo de ameixa com doce de leite 1

              Um bolo que é assado já recheado é algo muito prático e delicioso.
              Principalmente se o recheio for leite condensado.


Bolo de tapioca e doce de leite


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     


              Massa:


Bolo de pinhão


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Ingredientes:


18/05/2011

Bolo de noivas com frutas


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Esta é uma receita tradicional no nordeste.
              Aqui a minha intenção é dar a receita da massa, que é saborosíssima. Mas, vou colocar, no final, a receita de glacê real, para quem quiser cobrir.
             A massa é rica e as frutas secas e o vinho conferem durabilidade ao bolo.
             Havia até uma tradição de os noivos guardarem fatias do bolo congeladas para comerem no aniversário de 1 ano de casamento.


Bolos de bananas com caramelo e leite condensado


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     
Bolos de bananas com caramelo

              Este bolo também é conhecido como bolo preguiça porque o recheio ou cobertura já é colocado na forma junto com a massa crua.
              Mero detalhe já que não há nada de preguiçoso no preparo.
              Há muito de delicioso e carinhoso.
              Semântica à parte, mãos na massa!!!!!


Bolo de mel


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Receita 1:


16/05/2011

Bolo pé-de-moleque


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Massa:


Bolo bem-casado


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Bolo bem casado sem glúten 9

  
              Bolo que remete aos bem-casados servidos em festas de casamento.


Cozinhando no vapor


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Cozinhando no vapor 1

              Existem alguns alimentos que só podem ser preparados no vapor (cuscuz de leite - delicia!!!!) e existem outros que ficam muito melhores quando cozidos no vapor (legumes, por exemplo).

              A batata baroa, que alguns conhecem como mandioquinha ou batata salsa, é uma raiz que fica muito mais sequinha quando cozida no vapor. Alias, se ela será usada para fazer bolinhos, ela deve ser cozida no vapor. Se ela for cozida em água, absorverá tanto líquido que simplesmente desmanchará quando você fritar. E não vai adiantar nada colocar farinha de trigo na massa. O bolinho vai se desfazer assim que tocar no óleo.
              Como desde criança se faz cuscuz de leite aqui em casa, nós temos cuscuzeira, que serve muito bem para cozinhar legumes.
              Aqui alguns utensílios que podem servir para cozinhar legumes, cuscuz e até outras sobremesas no vapor.


Bolo areia


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Receita "Mais Você"


15/05/2011

Selma


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     


              Esta receita eu aprendi em um programa de televisão, mas como já fazem muitos anos, e eu nem sonhava em ter um computador, não me lembro nem o nome do autor, nem do programa.


Babá ao rum


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Bolo com fermento biológico, bem aerado e mergulhado em calda, finalizado com frutas frescas e em calda.


14/05/2011

Sanduiche de forno


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     
Sanduiche de forno com frios

              Lanches preparados com camadas de pão de forma, alternadas com frios e molho branco.


Torradas francesas, croque monsieur e croque madame


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     


              A primeira vez em que ouvi falar de torradas francesas foi em um filme antiiiiigo: "Kramer x Kramer". Achei curioso passar o pão em ovo batido com leite e depois tostar. Como eu nunca tinha feito rabanada, não liguei o processo à nossa velha conhecida. Até porque, creio que no filme a torrada levou recheio salgado.
              Enfim.... Mas uma fala do personagem de Dustin Hoffman chamou a minha atenção: ao fazer as torradas para o filho, ele disse que o segredo estava na quantidade de leite. E a mistura dele estava bem viscosa, ou seja, mais ovo do que leite.
              Anos depois, ao fazer rabanada pela primeira vez esta dica me ajudou muito e minhas rabanadas fizeram muito sucesso.


13/05/2011

Brownies variados


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Brownies 1

              Bolos com chocolate ao leite ou meio amargo na massa, frutas oleaginosas e frutas secas.


Bolo Nega Maluca


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     


              Ninguém sabe ao certo o "porquê" do nome. Alguns dizem que é porque a escrava que criou o bolo era considerada maluca. Dai o nome. E aqui para nós, sendo muito honestos, costumamos considerar qualquer um, que seja diferente de nós, maluco.
              O fato é que algumas versões dizem que esta escrava, em um momento de descuido, derrubou todo o chocolate de sua sinhá dentro da tigela, o que resultou em um bolo mais escuro que os demais.
              Eu sempre achei que era pelo fato de se substituir o leite por água fervente e a manteiga por óleo, o que não era usual nas receitas antigas.
              Uma coisa é certa, ou melhor, três coisas: o bolo é um clássico aqui e em Portugal, é criação de uma escrava, portanto é de origem africana e é do tempo do Brasil colônia.


Bolo de chocolate assado em calda


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

           
              Receitas de bolo de chocolate assados com calda de chocolate despejada sobre a massa crua.


11/05/2011

Bolo de chocolate com calda de mel


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Cobertura crocante de chocolate e laranja

              A primeira receita desta página é de mais um bolo que minha mãe costumava fazer em minha adolescência. Bolo de chocolate com cobertura de Nescau e mel. A cobertura fica meio "puxa puxa". Muito bom!
              Vou colocar uma segunda receita de cobertura, que também serve como calda e sorvete e mais um bolo de chocolate, desta vez com Toddy.
               É claro que todos eles podem ser feitos com qualquer chocolate, mas o mel, na primeira receita, é imprescindível.
               E o Nescau, para mim, tem sabor de lembranças.


10/05/2011

Batatas assadas na panela


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     



              Essa receita eu li no Panelaterapia, e achei ótima, pela simplicidade e rapidez de preparo. E como amo batatas...
              Para saber mais sobre esta e outras receitas acesse Panelaterapia.


Galinhada


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     
Galinhada 1

              Arroz e feijão preparados na mesma panela, com legumes.
              Muito prático e saboroso


Iogurte natural, coalhada e leite fermentado


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Iogurte natural 1

              Quando meus filhos eram pequenos eu costumava fazer iogurte em casa. Tinha até uma iogurteira pequena, que estava sempre em uso.
              Gosto dos produtos industrializados, mas, vamos combinar, fazer em casa te dá a segurança de saber a origem dos ingredientes que você está usando, sem falar na economia. Com um copinho de iogurte industrializado, você faz até 3 l de iogurte.
              E a receita é a mesma se você quiser fazer coalhada ou aquele leite fermentado.


Iogurte natural 2

              Iogurte natural:

              - 1 l de leite;
              - 1 copo de iogurte natural ou 1 sachê de fermento próprio para iogurte;
              - opcional:2 a 3 colheres (das de sopa) de leite em pó.

              O leite em pó serve para encorpar o iogurte, mas a receita também dá super certo sem o leite em pó.
              Não gosto de usar leite de caixinha. Sei que hoje em dia é muito complicado confiar em qualquer produto industrializado, mas dos males o menor. Na falta do orgânico prefiro o pasteurizado comum, o leite B ou o A.
              A minha iogurteira não existe mais, mas o termômetro sim.
              Ferva o leite e espere amornar, chegando a 65°C.

Iogurte natural 3

              Para quem não tem termômetro uma boa dica é:

              Misture:

              500 ml de leite fervente com 500 ml de leite gelado;

                                                   OU

              400 ml de leite fervente com 600 ml de leite em temperatura ambiente.

              Com o leite na temperatura certa, misture o copinho de iogurte ou o sachê de fermento e, se quiser, as duas colheres de leite em pó.
              Se usar o fermento, bata o fermento com um copo de leite e o leite em pó, no liquidificador, para misturar melhor.
              Misture bem, para que todo o leite receba o fermento ou o iogurte, coloque em um pote com tampa e embrulhe o pote em uma toalha de mesa, coloque o pacote dentro de um saco plástico, embrulhe novamente em uma outra toalha.
              Coloque no forno ou em um armário, onde o leite fique protegido contra qualquer movimento, e deixe descansar por 12 h a 24 h.
              Outra boa dica é ligar o forno baixíssimo, antes de começar a preparar o iogurte, e depois que embrulhar o pote em toalhas de mesa, desligue o forno e coloque o iogurte dentro.
              Deixe descansar as 12 h a 24 h.
              Só fiz iogurte com leite integral, mas com certeza é possível usar o leite desnatado e leite em pó também desnatado.
              E vale muito a pena tentar fazer com leite de soja.

              Depois que o iogurte estiver pronto, separe um copo, 200 ml, para fazer uma nova receita. Mas só repita este processo 2 vezes, ou seja, só faça 3 l, no total, de iogurte com um envelope de fermento ou um copinho de iogurte. A quarta vez que você usar o mesmo fermento, o resultado será um iogurte mais ácido e menos saudável.


Coalhada 1

              Coalhada:

              - 1 litro de leite integral;
              - 1 copo de coalhada;
              - opcional: 2 a 3 colheres (das de sopa) de leite em pó.

              Leve o leite para ferver.

Coalhada 2

              Quando ferver cubra com um pano de sacaria e deixe esfriar.
              Misture o leite em pó com um pouco de leite.
              Quando a temperatura do leite chegar em 65ºC, misture o leite em pó dissolvido e a coalhada.
               Misture muito bem e passe para um pote com tampa.
               Coloque o pote dentro de um saco plástico e embrulhe com uma toalha de mesa.
               Deixe em lugar abrigado por 24 h.

Coalhada 3

              24 h depois, retire um copo da coalhada formada para preparar a próxima coalhada.
              Você pode repetir este processo mais uma vez, ou seja, quando esta segunda coalhada estiver pronta separe também um copo para fazer mais 1 litro de coalhada.
              No total com o copo de coalhada inicial você vai fazer 3 litros de coalhada.
              Se quiser fazer uma colhada mais cremosa ou mais firme para fazer cream cheese, coloque um pano de sacaria bem limpo e esterilizado (passado a ferro) em uma peneira ou escorredor de cuscuzeira, coloque a coalhada e deixe dessorar entre 1 hora e 24 ou 30 horas.
              Com 1 hora você obterá uma coalhada mais cremosa para comer com frutas frescas ou secas ou com granola.
              Com 24 horas terá um queijinho cremoso e com 30 h um cream cheese mais firme.
              Ah! Para fazer o queijinho cremoso ou cream cheese, quando tiver passado o prazo de 24 ou 30 h acrescente sal a gosto.
              Pode usar esta coalhada dessorada por 30 h em qualquer receita que peça cream cheese.
              Guarde o soro para enriquecer massas de pães e bolos ou mesmo para fazer o achocolatado caseiro.
 Para ver outras receitas de bebidas e genéricos acesse o Índice 3.


Bolo mesclado de cenoura


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Bolo mesclado de cenoura 1

              Bolo de cenoura já é muito bom.
              Quando é mesclado com chocolate então...


09/05/2011

Bolo de cenouras formigueiro


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     


Bolo de cenouras formigueiro 1

              Bolo com a massa de cenouras enriquecida com coco ralado e chocolate granulado.


Bolo de limão


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Bolo de limão
   
              Amo limão. E amo bolo de limão, com qualquer que seja a cobertura.
              Depende muito do momento. Para o lanche da tarde, acompanhado de café com leite, prefiro sem cobertura ou com a cobertura mais sequinha, crocante.
              Para uma tarde de sábado, acompanhado de um suco ou refrigerante e um bom filme, gosto de uma cobertura mais cremosa, como aquele recheio de torta de limão.


Choco cereja crocante


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Um pavê preparado com bolo de chocolate, cream cheese e cerejas em calda.


Pavê de bananas


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     
        
             Receita "Mais Você"


Tiramissu


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

Tiramissu 1

                Uma sobremesa tradicional italiana, que agrada a todos os paladares.


Pavê trifle


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Pavê com biscoito inglês, geleia de frutas vermelhas e salada de frutas em conserva.


Pavê tean


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Esta receita foi vencedora em um concurso para adolescentes, conduzido por Ana Maria Braga, mas já faz tanto tempo que eu copiei a receita que não sei em qual programa aconteceu o concurso. Só me lembro que os participantes eram adolescentes e esta receita me chamou a atenção.
              É um pavê muito simples, mas um pouco demorado.


08/05/2011

Pavê sem nome


Arraste a setinha abaixo e use-a como marcador durante a leitura da receita ou das listas de índice.     

              Esta receita eu vi no programa "Mais Você". É muito simples e até pode-se dizer, que é um doce do "sufoco", ou seja é para aqueles dias em que você tem que inventar uma sobremesa de última hora.
              Mas, copiei a receita assim mesmo porque o recheio pode ser usado em bolos ou outros doces, principalmente se for acrescido de ameixa preta pastosa.